É oficial: Facebook lança Instagram Reels, uma nova plataforma para concorrer com o TikTok

O Facebook acaba de anunciar oficialmente a chegada do Instagram Reels, uma plataforma inserida no Instagram para concorrer com o TikTok.

É oficial. O Facebook acaba de lançar uma plataforma integrada no Instagram para concorrer diretamente com a popular aplicação TikTok. “Hoje estamos a anunciar o Instagram Reels, uma nova forma de criar e descobrir vídeos curtos e engraçados no Instagram”, revelou a empresa em comunicado.

Nesta plataforma será possível gravar e editar vídeos com vários clipes de 15 segundos, com “áudio, efeitos e novas ferramentas criativas”, explica o Facebook. Estes poderão depois ser partilhados com os seguidores no Feed ou numa história e, se tiver uma conta pública, será possível disponibilizar os vídeos para a comunidade do Instagram através de um novo espaço no separador da Pesquisa.

As primeiras imagens do interface do Instagram Reels.Facebook

Esta opção estará presente na parte inferior da câmara do Instagram, de onde será possível aceder a várias ferramentas de edição no lado esquerdo do ecrã. Entre estas encontram-se efeitos de Inteligência Artificial, semelhantes aqueles que já se podem utilizar nas Stories, bem como um temporizador ou formas de alterar a velocidade do vídeo ou de criar transições entre vídeos.

Existe também uma ferramenta de áudio, sendo que se pode pesquisar na biblioteca de músicas do Instagram ou usar o próprio áudio original. Quando partilhar um Reel, que também pode ser feito a partir dos vídeos na galeria do telemóvel, com um áudio original, esse “passa a ser atribuído à sua conta e se esta conta for pública, qualquer pessoa pode selecionar “Use Áudio” e criar Reels com esse áudio original”, explica a rede social.

Antes do anúncio formal, a rede social quis garantir que a nova plataforma seria atrativa, propondo acordos que terão chegado a alcançar, alegadamente, as centenas de milhares de dólares a alguns dos utilizadores mais populares do TikTok, no sentido de os convencer a mudarem para a app concorrente, segundo reportou o The Wall Street Journal, na altura.

O TikTok, que conquistou centenas de milhões de utilizadores nos EUA e na Europa em poucos meses e será concorrência direta desta nova plataforma, está neste momento para ser vendido. A Microsoft está em negociações para adquirir a aplicação, sendo que o presidente dos EUA já deu “aprovação informal” ao negócio. Donald Trump reiterou que o TikTok terá de encerrar as operações nos EUA a 15 de setembro, a não ser que a empresa chinesa ByteDance decida, até lá, vender a aplicação à Microsoft ou a outra empresa.

(Notícia atualizada às 15h25)

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

É oficial: Facebook lança Instagram Reels, uma nova plataforma para concorrer com o TikTok

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião