Após a falência, Wirecard de saída do Dax alemão

  • ECO
  • 13 Agosto 2020

A bolsa alemã vai retirar a insolvente Wirecard do seu índice de referência DAX a 21 de agosto antes da revisão trimestral regular prevista para setembro.

A bolsa alemã vai retirar a Wirecard do seu índice de referência DAX a 21 de agosto antes da revisão trimestral regular prevista para setembro, após o colapso da fintech alemã envolvida em acusações de fraude contabilística, escreve o Expansión (acesso livre, conteúdo em espanhol) esta quinta-feira.

A decisão da Deutsche Boerse surge no seguimento da alteração das regras que regem os seus índices de referência da bolsa e que se enquadram no âmbito da declaração de insolvência da Wirecard em junho. De acordo com essas regras a retirada de empresas falidas do índice deve ser imediata e em vez de esperada a respetiva revisão periódica marcada para 3 de setembro.

“De acordo com as novas regras, as empresas insolventes serão removidas dos índices de referência DAX com pré-aviso de dois dias de negociação”, disse a bolsa alemã em comunicado que esclarece que aplicará as novas regras a partir do próximo dia 19 de agosto. Por isso, as alterações na composição dos índices resultante desta modificação entrará em vigor a partir de 21 de agosto de 2020.

“Mudanças na composição dos índices de referência DAX serão comunicadas a 19 de agosto de 2020 após as 22h00 e serão implementadas a 21 de agosto após o fecho do mercado. Os índices afetados serão calculados com a nova composição a partir de 24 agosto de 2020”, anunciou a bolsa germânica, especificando que “essas mudanças nas regras se aplicariam à Wirecard”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Após a falência, Wirecard de saída do Dax alemão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião