Ministra do Trabalho diz que já leu os relatórios sobre lar de Reguengos

"Naturalmente, conheço o teor dos relatórios, li todos os relatórios", garante a ministra do Trabalho, após polémica em torno do surto de Covid-19 num lar de Reguengos.

A ministra do Trabalho e da Segurança Social garante que já leu o relatório sobre o surto de Covid-19 num lar de Reguengos de Monsaraz. Este fim de semana, em entrevista ao Expresso, Ana Mendes Godinho admitiu não ter lido o relatório da Ordem dos Médicos sobre esse caso em particular, o que acabou por gerar polémica e até pedidos da sua demissão.

“Naturalmente, conheço o teor dos relatórios, li todos os relatórios. Pedi [à minha equipa técnica] para fazer uma análise minuciosa. Aliás, aproveito para dizer que, logo no dia 12 de julho, pedi à Segurança Social que fizesse uma avaliação e desencadeasse toda uma análise do que se passava em Reguengos. E no dia 14 de julho, a Segurança Social fez um relatório de toda a situação, que foi enviado para o Ministério Público”, assegurou a governante, esta terça-feira, em declarações aos jornalista.

Na entrevista publicada no sábado, Ana Mendes Godinho admitiu não ter lido o relatório, tendo dito que pediu que o analisassem. “Não o li pessoalmente, mas a Ordem [dos Médicos] fez-me chegar o relatório e já pedi que o analisassem”, disse a responsável, referindo que esta é uma matéria da Saúde pelo que se escusou a fazer mais comentários.

Esta terça-feira, a ministra do Trabalho salientou ainda que os lares têm sido uma prioridade do Governo desde o início da pandemia de coronavírus. “Quero voltar a frisar que, desde o início, os lares têm sido uma prioridade total de todos nós, atendendo ao risco e à idade das pessoas [que aí estão]”, afirmou. Mendes Godinho revelou, nesse sentido, que tem uma task force dedicada a esta matéria.

A governante aproveitou ainda para sublinhar que já foram colocadas seis mil pessoas para reforçar os meios dos lares e lembrar que, em 2019, foram encerrados 137 lares ilegais.

Em reação às declarações da ministra do Trabalho publicada este fim de semana, o CDS e o Chega pediram a sua demissão. Também Marcelo Rebelo de Sousa mostrou-se crítico. “Eu li. Li vários relatórios. É preciso ver que é preciso lê-los todos”, disse o chefe de Estado. “É evidente que todos os relatórios são importantes. São muito técnicos, mas são importantes”, rematou o Presidente da República.

Em reação, o primeiro-ministro atirou, esta terça-feira, que estas “polémicas são artificiais”. “Ao Ministério do Trabalho cabe fiscalizar e apoiar os lares”, disse o chefe do Executivo, garantindo que não há qualquer desvalorização do assunto.

(Notícia atualizada às 12h43)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ministra do Trabalho diz que já leu os relatórios sobre lar de Reguengos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião