PLMJ assessora Clever Leaves no processo de licenciamento de exploração de Canábis Medicinal

A PLMJ foi o assessor jurídico da Clever Leaves no processo de licenciamento junto do INFARMED para o cultivo, venda e exportação de canábis medicinal a partir de Portugal.

A PLMJ assessorou a Clever Leaves no processo de licenciamento junto do INFARMED para o cultivo, venda e exportação de canábis medicinal a partir de Portugal.

A licença marca o início das atividades de cultivo da Clever Leaves na Europa, assim como a capacidade de produzir, comercializar e exportar flor seca de canábis medicinal. A unidade da Clever Leaves em Portugal localiza-se numa propriedade com cerca de 850.000 m2 e dispõe de 10.000m2 de cultivo em estufa.

A Clever Leaves é uma multinacional dedicada à produção e comercialização de canábis medicinal, com foco no cultivo ecologicamente sustentável e de larga escala e no processamento de nível farmacêutico, com presença no Canadá, Colômbia, Alemanha, Portugal e Estados Unidos.

A assistência da PLMJ envolveu uma equipa multidisciplinar, sob a coordenação do sócio de Público e Tecnologia, Mobilidade e Comunicações. Pedro Lomba (na foto), tendo contado com os advogados Alexander Ehlert e Pedro Gaspar de Silva (corporate), Filipe Abreu (fiscal), Sofia Coutinho e Filipa Vicente Silva (Imobiliário) e Nuno Ferreira Morgado e Mariana Paiva (Laboral).

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PLMJ assessora Clever Leaves no processo de licenciamento de exploração de Canábis Medicinal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião