Secil analisa ampliação da pedreira no Parque Natural da Arrábida

  • ECO
  • 23 Setembro 2020

A ampliação será uma das hipóteses em estudo pela cimenteira. A Câmara de Setúbal já “tem conhecimento da intenção" da Secil neste processo.

A cimenteira Secil está a avaliar várias hipóteses para alterar a área de exploração das pedreiras detida pelo grupo no Parque Natural da Serra da Arrábida, sendo uma delas a ampliação, avança o Público (acesso pago). É nesta zona que se encontra também a fábrica de cimento do Outão, há mais de 100 anos.

A cimenteira ainda não avançou com pedidos oficiais às entidades que terão de se pronunciar sobre uma eventual alteração da configuração das duas pedreiras em causa, mas já terá feito contactos iniciais. Desta forma, a Câmara de Setúbal já “tem conhecimento da intenção de Secil de ampliar a área de exploração de pedreiras”, segundo adiantou fonte do gabinete da presidência ao jornal.

De acordo com a câmara, está em curso a realização do estudo de impacto ambiental para a ampliação. A autarquia adiantou já que “os diferentes instrumentos de gestão territorial em vigor no concelho de Setúbal – POPNA [Plano de Ordenamento do Parque Nacional da Arrábida] e PDM [Plano Director Municipal] – não consideram o licenciamento de novas explorações de recursos geológicos e/ou a ampliação das existentes no Parque Natural da Arrábida.”

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Secil analisa ampliação da pedreira no Parque Natural da Arrábida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião