Secil analisa ampliação da pedreira no Parque Natural da Arrábida

  • ECO
  • 23 Setembro 2020

A ampliação será uma das hipóteses em estudo pela cimenteira. A Câmara de Setúbal já “tem conhecimento da intenção" da Secil neste processo.

A cimenteira Secil está a avaliar várias hipóteses para alterar a área de exploração das pedreiras detida pelo grupo no Parque Natural da Serra da Arrábida, sendo uma delas a ampliação, avança o Público (acesso pago). É nesta zona que se encontra também a fábrica de cimento do Outão, há mais de 100 anos.

A cimenteira ainda não avançou com pedidos oficiais às entidades que terão de se pronunciar sobre uma eventual alteração da configuração das duas pedreiras em causa, mas já terá feito contactos iniciais. Desta forma, a Câmara de Setúbal já “tem conhecimento da intenção de Secil de ampliar a área de exploração de pedreiras”, segundo adiantou fonte do gabinete da presidência ao jornal.

De acordo com a câmara, está em curso a realização do estudo de impacto ambiental para a ampliação. A autarquia adiantou já que “os diferentes instrumentos de gestão territorial em vigor no concelho de Setúbal – POPNA [Plano de Ordenamento do Parque Nacional da Arrábida] e PDM [Plano Director Municipal] – não consideram o licenciamento de novas explorações de recursos geológicos e/ou a ampliação das existentes no Parque Natural da Arrábida.”

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Secil analisa ampliação da pedreira no Parque Natural da Arrábida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião