Esta app quer ser a “vacina” para que volte a viajar de avião

Chama-se CommonPass e está a ser desenvolvida para ser a primeira prova mundialmente reconhecida de que um passageiro apresentou um teste negativo à Covid-19, utilizando um certificado digital.

A pandemia do novo coronavírus deixou em terra milhões de passageiros um pouco por todo o mundo. Se numa primeira fase, as viagens foram canceladas devido ao confinamento generalizado, como forma de travar a propagação do vírus, a partir de maio a grande maioria dos países foi levantando gradualmente as restrições, permitindo a circulação dos cidadãos. Contudo, há ainda várias pessoas com medo de viajar. Com o intuito de dar uma maior segurança aos viajantes e impulsionar os voos de longo curso há já uma aplicação em desenvolvimento que mostra que os passageiros estão “livres” da Covid-19.

Chama-se CommonPass e vai ser testada ao serviço da companhia aérea norte-americana United Airlines nas viagens entre Newark e Londres, bem como, nos voos da Cathay Pacific Airways Ltd entre Hong-Kong e Singapura, anunciou esta quarta-feira o Fórum Económico Mundial (WEC), que apoia o desenvolvimento e lançamento da app em conjunto com a Commons Project Foundation, uma entidade pública sem fins lucrativos.

O objetivo passa por desenvolver um modelo global padrão para que “as pessoas documentem e apresentem com segurança o seu status de Covid-19″, quer por meio da apresentação de testes de despiste à Covid-19, quer por intermédio de um eventual status de vacinação (quando existir vacina), explica o comunicado publicado no site do WEC. Certo é que, por enquanto, apenas a primeira solução funcionaria, mesmo tendo em conta a confiança depositada pelo diretor-geral da Organização Mundial de Saúde de que uma vacina contra o novo coronavírus possa estar pronta até ao final deste ano.

Assim, nesta fase inicial, os voluntários devem fazer um teste à Covid-19 num laboratório certificado e enviar os resultados para os seus telemóveis, sendo que posteriormente a app vai gerar um código de barras para mostrar que os utilizadores estão “livres” da doença. Esta “prova”, servirá, assim, como certificado de segurança que será posteriormente mostrado às autoridades competentes, isto é, a alfândega e proteção de fronteiras dos EUA e o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças.

Depois de abril e maio terem sido meses marcados pelos fortes bloqueios às viagens internacionais, aos poucos o setor da aviação tem tentado recuperar, ainda que a pandemia já tenha afetado 400.000 empregos no setor. No entanto, as restrições e as quarentenas impostas por forma a travar uma maior propagação da Covid-19 continuam a limitar os serviços e a afastar as viagens dos voos. Há vários meses que o setor da aviação faz pressão para que exista uma coordenação internacional de procedimentos, nomeadamente no que toca aos testes da Covid-19 nos aeroportos e os requisitos de quarentena. Nesse sentido, o CommonPass quer ajudar a superar esses constrangimentos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Esta app quer ser a “vacina” para que volte a viajar de avião

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião