Lisboa acompanha Europa. EDP Renováveis dispara mais de 7%

Lisboa segue o otimismo vivido na Europa, arrancando a primeira sessão da semana a valorizar mais de 1%. Em Lisboa, a família EDP brilha, com especial destaque para os títulos da EDP Renováveis.

A bolsa nacional arranca a primeira sessão da semana a valorizar, seguindo a tendência vivida na Europa. Em Lisboa, a puxar pelo índice de referência nacional estão as ações da família EDP, com especial destaque para a EDP Renováveis que dispara mais de 7%.

Na Europa, o Stoxx 600 avança 0,2% a par com o espanhol Ibex-35, enquanto o francês CAC-40 ganha 0,1% e o alemão DAX soma 0,3%. Em contraciclo, o britânico FTSE 100 cai 0,2%. Lisboa acompanha o sentimento positivo vivido na generalidade das praças europeias, mas com ganhos mais acentuados.

O PSI-20 valoriza 1,25% para os 4.233,990 pontos. A puxar pelo índice de referência nacional estão as ações do universo EDP. A EDP Renováveis avança 7,40% para os 16,26 euros, enquanto os títulos da “casa-mãe” ganham 1,94% para 4,4570 euros.

Entre os “pesos-pesados”, a Jerónimo Martins soma 0,21% para os 14,52 euros, ao passo que o BCP, que arrancou a sessão a ganhar 0,49%, já está a desvalorizar 0,24% para 8,18 cêntimos. Nota positiva ainda para a Corticeira Amorim, que soma 1,15% para os 10,52 euros.

Em contraciclo, a impedir um ganho mais acentuado do PSI-20 estão os títulos da Galp Energia, que caem 1,14% para os 8,3260 euros, depois de ser conhecido que as vendas de produtos petrolíferos da Galp caíram 30% no terceiro trimestre do ano em relação ao período homólogo. A condicionar o índice estão ainda as ações dos CTT que recuam 1,75% para os 2,52 euros, bem como da Mota Engil que cedem 0,87% para os 1,14 euros.

(Notícia atualizada às 9h41 com novas cotações)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa acompanha Europa. EDP Renováveis dispara mais de 7%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião