Nas notícias lá fora: Brexit, Biden e Wells Fargo

  • ECO
  • 15 Outubro 2020

Goldman Sachs vê um drama inicial, mas acredita num acordo "light". Campanha de Biden angariara valor recorde de 383 milhões. Wells Fargo despede mais de 100 pessoas por uso indevido de fundos Covid.

Com as eleições dos EUA à porta, a campanha de Joe Biden e dos democratas angariaram um valor recorde de 383 milhões de dólares em setembro. Numa altura em que a União Europeia e o Reino Unido se preparam para prolongar as negociações, o Goldman Sachs antecipa um drama inicial, mas acredita num acordo light. Wells Fargo despediu mais de cem colaboradores por usarem indevidamente fundos da Covid-19. Na África do Sul, a Uber acabou de lançar um serviço de entrega de medicamentos de venda livre. Dubai lança novo programa para atrair trabalhadores remotos.

Financial Post

Campanha de Joe Biden e democratas angariaram valor recorde de 383 milhões de dólares

O democrata Joe Biden e o seu partido angariaram um recorde de 383 milhões de dólares (326 milhões de euros) em setembro no seguimento da sua candidatura presidencial, provavelmente reforçando a vantagem financeira sobre o Presidente dos EUA, Donald Trump, antes das eleições marcadas para 3 de novembro. “A todas as pessoas que contribuíram com alguns dólares no mês passado – obrigado”, escreveu Biden no Twitter ao anunciar a soma.

Biden detém uma vantagem significativa sobre Trump nas sondagens nacionais, embora as sondagens Reuters/Ipsos mostrem uma corrida um pouco mais próxima nos estados do campo de batalha suscetíveis de decidir o vencedor.

Leia a notícia completa no Financial Post(acesso livre, conteúdo em inglês).

Yahoo Finance

Goldman Sachs antecipa drama inicial com o Brexit, mas acredita num acordo “light”

O Goldman Sachs acredita que poderá haver algum drama na reunião da União Europeia sobre o Brexit, mas está esperançoso de que um pequeno acordo comercial provavelmente será fechado no início de novembro. “Nem o prazo final de 15 de outubro de Boris Johnson, nem o prazo de 31 de outubro da Comissão Europeia constituem algo difícil nas negociações do Brexit”, diz Sven Jari Stehn, analista do banco. “Acreditamos que a probabilidade de uma ‘não negociação’ persistirá ao longo de outubro. Mas a nossa intuição continua a ser que um acordo comercial light de tarifa zero provavelmente será fechado no início de novembro”.

Leia a notícia completa na Yahoo Finance (acesso livre, conteúdo em inglês).

CNN

Wells Fargo despede mais de 100 colaboradores por uso indevido dos fundos Covid-19

A Wells Fargo despediu entre 100 a 125 colaboradores por terem utilizado, sem ética, os fundos de socorro do coronavírus. O banco acredita que alguns dos seus funcionários fizeram “falsas declarações ao candidatarem-se por eles próprios a fundos de auxílio ao coronavírus”, defraudando a administração de pequenas empresas dos EUA, disse David Galloreese, chefe dos recursos humanos.

Leia a notícia completa na CNN (acesso livre, conteúdo em inglês).

Investing

Dubai lança novo programa para atrair trabalhadores remotos

O Dubai lançou um novo programa que permite aos profissionais que trabalham remotamente no estrangeiro e às suas respetivas famílias viverem no Dubai enquanto continuam a trabalhar no estrangeiro, disse na quarta-feira a agência noticiosa estatal WAM. “O programa permite às pessoas utilizar todos os serviços relacionados com a residência e trabalho no Dubai, que incluem mas não se limitam às comunicações, abertura de contas bancárias, educação e outros”, leu a declaração.

Leia a notícia completa naInvesting (acesso livre, conteúdo em inglês).

Reuters

Uber lança serviço de entrega de medicamentos na África do Sul

A unidade sul-africana da Uber Eats vai passar a fazer entrega de medicamentos de venda livre no país. Com esta aposta a empresa quer conquistar a quota de mercado no setor das compras online nas economias mais industrializadas de África. A Uber Eats já tem uma quota no mercado de expedição de alimentos da África do Sul de aproximadamente 600 milhões de dólares (510 milhões de euros). De acordo com o portal de informação Statista, o mercado de comércio eletrónico da África do Sul pode alcança um crescimento anual de 11% até 2024, com o número de compradores online a crescer para cerca de 37 milhões quando comparado com os 25 milhões atuais.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Brexit, Biden e Wells Fargo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião