Microempresas do turismo do Norte são as que recebem mais apoios

  • ECO
  • 29 Outubro 2020

Até a momento já foram pagos 52,5 milhões de euros a microempresas do setor do turismo, indicam os dados do Turismo de Portugal.

As microempresas de turismo do Norte foram as que mais dinheiro receberam da linha de apoio à tesouraria criada em resposta ao impacto da pandemia de coronavírus nesse setor. Segundo avança esta quinta-feira o Público (acesso condicionado), as empresas nortenhas ficaram com 29,3% (15,3 milhões de euros) do bolo total.

A Área Metropolitana de Lisboa ficou, por sua vez, com 25,4% do bolo total (13,3 milhões de euros), a região centro com 19,3% (10,3 milhões de euros) e o Algarve com 11,7% (6,1 milhões de euros). Até a momento, já foram pagos 52,5 milhões de euros a empresas do setor em causa, indicam os dados do Turismo de Portugal.

Estão ainda disponíveis 37,8 milhões de euros para financiamento de microempresas de turismo, já que a verba inicial da linha (60 milhões de euros) foi reforçada em 30 milhões há dois meses, no âmbito do Programa de Estabilização Económica e Social. O setor do turismo foi um dos mais afetados pela pandemia de coronavírus.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Microempresas do turismo do Norte são as que recebem mais apoios

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião