Centeno alerta Parlamento para “responsabilidades” com o Novo Banco

O governador do Banco de Portugal foi questionado sobre a decisão do Parlamento de travar novas injeções no Novo Banco. Lembrou que todos têm responsabilidades na recuperação do sistema financeiro.

Sem se referir diretamente ao travão aprovado no Parlamento a novas injeções no Novo Banco, o governador do Banco de Portugal lembrou esta quinta-feira que não só os bancos, mas também “todos outros intervenientes, têm as mesmíssimas responsabilidades” na recuperação e estabilidade do sistema financeiro.

O Parlamento aprovou no final do mês passado uma medida que impede novas transferências do Fundo de Resolução para o Novo Banco, com o Governo a assegurar que irá cumprir os contratos assinados (nomeadamente o contrato de capital contingente).

Questionado sobre este tema, Mário Centeno, antigo ministro das Finanças que também já esteve envolvido em polémica por causa das injeções no Novo Banco, pediu responsabilidades a todos.

“Na minha intervenção inicial, referi a responsabilidade que os dirigentes das instituições bancárias têm nesta matéria [de manter a recuperação do sistema financeiro] e não as quero escamotear nem um minuto. Mas todos os outros intervenientes têm as mesmíssimas responsabilidades e todos devemos ter a capacidade de manter esse processo de recuperação estava em curso e que queremos que continue”, disse o governador.

Antes, Centeno recordou a evolução positiva “do sistema financeiro muito últimos anos, principalmente após a crise das dívidas soberanas”, em 2011. “Este é um processo de recuperação em curso e não devemos desafiá-lo de forma a trazer novas dificuldades a esse processo. Isso requer uma responsabilidade enorme de todos”, referiu.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Centeno alerta Parlamento para “responsabilidades” com o Novo Banco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião