Formação profissional tira 100 mil ao número real de desempregados

  • ECO
  • 5 Janeiro 2021

O número de desempregados em território nacional ronda o meio milhão, mas as formações profissionais do IEFP fazem com que o número oficial do desemprego baixe para os 398 mil.

O aumento do desemprego em Portugal tem sido uma das consequências mais vincadas da pandemia de Covid-19. Neste momento, o número de desempregados em território nacional ronda o meio milhão, embora parte destes não sejam oficialmente contabilizados, avança o Jornal de Notícias (acesso pago).

O incremento de formações profissionais destinadas a pessoas sem trabalho, da responsabilidade do IEFP, acaba por explicar o fenómeno. Assim, dentro deste grupo de pessoas que se encontram em situação de desemprego, cerca de 100 mil estão envolvidas em formações desse tipo, não sendo assim contabilizadas para o desemprego oficial do país — que se encontra, assim, nos 398 mil.

E se a crise económica derivada da pandemia afetou a totalidade do país, certas regiões foram mais afetadas do que outras, com os municípios do Algarve e de Lisboa a serem os que mais sofreram, com o desemprego a subir mais de 50%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Formação profissional tira 100 mil ao número real de desempregados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião