Franceses da Saur compram Aquapor e vencem Carlos Slim na corrida

A Aquapor é responsável pela gestão de sistemas de água e resíduos em Portugal, e está presente em Moçambique, Cabo Verde e Arábia Saudita.

A Saur chegou a acordo com a DST Ambiente para comprar a Criar Vantagens, detentora de 100% da Aquapor, empresa líder na gestão de concessões municipais de água em Portugal. A empresa francesa de purificação de água venceu assim Carlos Slim que também estava na corrida para a compra da empresa portuguesa.

“A operação irá gerar sinergias significativas, nomeadamente através da partilha das melhores práticas, da mobilização do reconhecido expertise da Aquapor para o desenvolvimento internacional e da viabilização do acesso do mercado português a soluções e tecnologias da Saur”, de acordo com o comunicado da empresa enviado às redações.

A Aquapor é responsável pela gestão de sistemas de água e resíduos em Portugal, e está presente em Moçambique, Cabo Verde e Arábia Saudita, onde tem uma participação na empresa que fornece serviços de abastecimento de água e tratamento de esgotos para as cidades industriais de Jeddah 2 e 3, onde a Saur já é uma operadora líder.

A “cobertura nacional única” da Aquapor “é uma vantagem competitiva decisiva no mercado”, sublinha a Saur em comunicado, prometendo aos clientes da Aquapor “acesso aos recursos de um grupo internacional líder em água pura, em termos de digitalização, experiência em engenharia, investigação e desenvolvimento e capacidades de investimento”.

A Saur, que também tem presença internacional na Europa, Médio Oriente e América Latina, é especializada em gestão de concessões de água municipal, engenharia, e gestão de água industrial e tem um portfolio de soluções tecnológicas para ajudar na transição para soluções mais ecológicas.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Franceses da Saur compram Aquapor e vencem Carlos Slim na corrida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião