Avaliação das casas bate novo recorde. Veja os preços por região

Em dezembro, a avaliação bancária das casas voltou a subir, tendo a média do país ficado fixada nos 1.156 euros por metro quadrado. Veja em que regiões do país esse valor é ainda mais elevado.

A tendência crescente dos preços a que os imóveis são avaliados pelos bancos para fins de concessão de crédito continua, mesmo perante a pandemia. Os mais recentes dados divulgados pelo INE, referentes ao mês de dezembro, ilustraram como a média nacional dessa mesma avaliação ficou na ordem dos 1.156 euros por metro quadrado, tendo assim atingido um novo recorde. Porém, a realidade é diferente nas diferentes regiões do país, com muitas delas a terem a si associados valores de avaliação ainda superiores.

A última quebra neste indicador ocorreu em março deste ano, precisamente quando a pandemia chegou a território nacional e depois de 35 meses consecutivos de subidas. A partir desse mês, o valor mediano a que a banca tem avaliado os imóveis para efeitos de concessão de crédito voltou, novamente, a aumentar mensalmente – com exceção do mês de setembro, que repetiu os 1.128 euros por metro quadrado do mês anterior.

No mês do Natal, a que dizem respeito os dados mais recentes divulgados pelo INE, o valor médio de avaliação bancária da habitação a nível nacional cresceu 12 euros em relação ao mês precedente, num mês que ficou marcado pela realização de um total de 26.408 avaliações bancárias. A subida foi particularmente mais expressiva, face a novembro, no caso dos apartamentos (1,1%), para os 1.266 euros por metro quadrado. No caso das moradias, o crescimento rondou os 0,3%, para os 957 euros por metro quadrado.

Considerando o panorama geral de Portugal, é possível concluir que existem regiões do país cujas habitações são avaliadas acima do valor médio referente à globalidade do país. Vemos, efetivamente, como é no Algarve (1.533 euros por metro quadrado) que se regista o valor mais elevado. Mas também em Lisboa (1.525 por metro quadrado) e na Madeira (1.179 euros por metro quadrado) se identificam valores superiores à média nacional.

Contrariamente, é na Beira Baixa que as casas são avaliadas pelas instituições bancárias a um preço mais reduzido (676 euros por metro quadrado). Também no Alto Alentejo (683 euros por metro quadrado) e na região das Beiras e da Serra da Estrela (684 euros por metro quadrado) tal valor é bastante baixo em comparação com a média nacional. Veja, no mapa abaixo, os valores associados a cada região do país.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Avaliação das casas bate novo recorde. Veja os preços por região

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião