Bolsa perde 2% em janeiro. É o pior arranque de ano desde 2017

"Como vai janeiro, vai o ano inteiro", diz o ditado popular. O PSI-20 caiu mais de 2% no primeiro mês do ano. Más notícias para os investidores nacionais?

“Como vai janeiro, vai o ano inteiro”, diz o ditado popular. Para a bolsa portuguesa, a sabedoria popular não traz propriamente boas notícias. O PSI-20 fechou o primeiro mês do ano a cair mais de 2%, no pior arranque desde 2017. Vai ser assim 2021?

Na última sessão de janeiro, mês que ficou marcado pelo regresso do país ao confinamento devido à pandemia, o principal índice português recuou 1,26% para 4.794,55 pontos, agravando as perdas mensais para 2,12%. Há quatro anos que o primeiro mês do ano não terminava com perdas no PSI-20.

Entre os “pesos pesados”, apenas a EDP escapa às perdas este ano, apresentando uma variação mensal de 0,31%. Foi o mês em que os acionistas elegeram a nova equipa de gestão, liderada por Miguel Stilwell, que sucedeu ao histórico António Mexia. Esta sexta-feira, porém, a elétrica nacional registou perdas de 0,5%

Por outro lado, as outras quatro grandes cotadas nacionais entraram em 2021 com o “pé esquerdo”: o BCP acumulou uma desvalorização de 7% e a Galp perdeu mais de 5%. Já as cotações da EDP Renováveis e Jerónimo Martins registaram quebras menos expressivas em janeiro, cedendo 1,75% e 2,5%, respetivamente.

Esta sexta-feira todas estas ações tiveram perdas. O banco liderado por Miguel Maya caiu mesmo mais de 3% e a petrolífera (que anunciou este mês uma troca de CEO, com a saída de Carlos Gomes da Silva por troca com Andy Brown, ex-Shell), perdeu mais de 2,5%.

Piores desempenhos em Lisboa

Fonte: Reuters

Janeiro ficou marcado por novos receios com a propagação do vírus, potenciada por novas variantes mais eficazes e que levou o Governo português a implementar um novo confinamento generalizado. Outros países europeus também têm em cima da mesa medidas de restrição sérias face à evolução do vírus, isto apesar de já terem iniciado os planos de vacinação.

Na Europa, o índice de referência Stoxx 600 teve uma perda mensal de 0,68%. Outras importantes praças europeias também registam perdas desde o início do ano, com o alemão Dax-30 a cair mais de 2% e o espanhol Ibex-35 a derrapar quase 4%.

(Notícia atualizada às 17h05)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa perde 2% em janeiro. É o pior arranque de ano desde 2017

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião