Gonçalo Hall é o único português na lista de “Remote Influencers of 2021”

O português faz parte do top 25 de empreendedores digitais que têm vindo a abrir caminho para o trabalho remoto.

Gonçalo Hall faz parte do top 25 de empreendedores digitais que abrem caminho para o trabalho remoto.Startup Madeira

Gonçalo Hall é o único português que consta da lista de “Remote Influencers of 2021”, publicada pela Remote, que tem como missão simplificar o trabalho remoto e ajudar as organizações nesse processo. O nómada faz, assim, parte do top 25 de empreendedores remotos que têm vindo a ajudar a abrir caminho para esta forma de trabalho mais flexível e autónoma.

“Estas pessoas já estavam a trabalhar e a liderar remotamente antes de ser considerado cool. Eles fundaram empresas totalmente remotas antes, ainda, de alguém ter ouvido falar do Slack (…) Estes influenciadores lançaram as bases para a mudança global rumo ao trabalho remoto”, pode ler-se no relatório que destaca as principais mentes na promoção do trabalho remoto, disponível através deste link.

Gonçalo Hall é digital nomadism consultant da Startup Madeira e está, neste momento, a liderar a Digital Nomads Madeira, uma parceria entre a Startup Madeira e o governo regional, que acaba de criar a primeira vila do mundo para a receber empreendedores digitais, oferecendo as condições necessárias para atrair nómadas digitais de todo o mundo para trabalharem e conhecerem o arquipélago.

A partilhar o top com o português estão outros empreendedores digitais como Rowena Hennigan, autora e fundadora da Ro Remote, Matt Mullenweg, CEO da Automattic, e Jeanne Meister, fundadora da Future Workplace Academy.

“O trabalho remoto é a base do futuro do trabalho”

Marcelo Lebre, CTO e cofundador da Remote, considera que o trabalho remoto é a base do futuro do trabalho e que 2020 foi um catalisador para esta forma de trabalho que se apresenta como mais flexível e autónoma. “Este último ano demonstrou a trabalhadores e empresas no geral que, não só é possível, como traz várias mais-valias”, quer ao nível da flexibilidade do horário de trabalho, da redução de deslocações e poluição, ou da felicidade dos trabalhadores, diz. Outros dos fatores que Marcelo Lebre salienta é que o trabalho remoto torna possível “contratar a melhor pessoa no mundo para determinada função, sem que exista limitação geográfica”.

Para muitas empresas e pessoas foi uma revelação sem a qual já não se conseguem ver.

Marcelo Lebre

CTO e cofundador da Remote

O CTO e cofundador da Remote lembra ainda que o momento que atravessamos tem, contudo, algumas características diferentes do trabalho remoto, existindo uma pressão acrescida trazida pela pandemia e pelo facto de muitas pessoas terem de tomar conta dos seus familiares enquanto trabalham. No entanto, tem uma visão otimista. “Para muitas empresas e pessoas foi uma revelação sem a qual já não se conseguem ver”, remata.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Gonçalo Hall é o único português na lista de “Remote Influencers of 2021”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião