Facebook está a recrutar. Procura um diretor de trabalho remoto

  • Pessoas
  • 18 Setembro 2020

O candidato ideal deverá ter, no mínimo, 15 anos de experiência em gestão de pessoas. Deve ter "paixão e perspicácia" para apoiar a rede social na implementação da estratégia para o trabalho remoto.

Depois de ter autorizado o teletrabalho permanente, devido à pandemia, a Facebook abriu uma vaga para a posição de diretor de trabalho remoto, avança o Business Insider (acesso livre, conteúdo em inglês).

O candidato ideal deve ter, no mínimo, 15 anos de experiência em gestão de pessoas e forças de trabalho remotas, ter capacidade de estratégia e para ser um agente de mudança na transição da rede social para o trabalho remoto. É fator preferencial ter cinco ou mais anos de experiência em gestão de equipas remotas.

“O diretor de trabalho remoto será um pensador estratégico que entende equipas distribuídas e virtuais, um excelente construtor de relações e um agente de mudança. O candidato ideal é alguém que consiga trabalhar de forma colaborativa e desenvolva a estratégia da força de trabalho remota com paixão e com perspicácia comprovadas para o design experience, excelência de processos e gestão de mudança“, refere o Facebook na página oficial.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/utilizadores-do-facebook/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”306″ slug=”utilizadores-do-facebook” thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/utilizadores-do-facebook/thumbnail?version=1596105802910&locale=pt-PT&publisher=eco.pt” mce-placeholder=”1″]

Na empresa liderada por Marck Zuckerberg, os trabalhadores vão ficar em teletrabalho até ao final deste ano, e a rede social adiou o regresso aos escritórios para julho de 2021. Contudo, Zuckerberg espera que na próxima década, pelo menos metade dos trabalhadores do Facebook — mais de 48.000 a nível global — transitem para teletrabalho permanente.

Também empresas como a Google e a Uber, já adiaram o regresso aos escritórios para o verão de 2021.

O novo coronavírusinfetou mais de 30 milhões de pessoas em todo o mundo, de acordo com o balanço mais recente, feito pela AFP.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Facebook está a recrutar. Procura um diretor de trabalho remoto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião