Wall Street recupera das perdas e GameStop dispara mais de 17%

As bolsas norte-americanas deixaram para trás o receio em torno da inflação, com o S&P 500 a subir mais de 2% na sessão. Destaque para as subidas da Tesla, da Apple e da GameStop.

O medo da inflação ficou para trás em Wall Street. Depois da aprovação do pacote de estímulos na câmara baixa do Congresso norte-americano, e da aprovação da vacina contra a Covid-19 da Johnson & Johnson, as bolsas dos EUA registaram uma recuperação expressiva depois das quedas da semana passada.

O S&P 500 somou 2,38%, para 3.901,82 pontos. O industrial Dow Jones somou 1,95%, para 31.535,51 pontos. O tecnológico Nasdaq avançou 3,01%, para 13.588,83 pontos.

A semana anterior ficou marcada pelo receio dos investidores com um possível regresso da inflação na segunda metade do ano, face à esperada recuperação da economia. A hipótese foi descartada por vários responsáveis da Fed, mas Wall Street não se deixou convencer.

Olhando para a rápida subida dos juros das obrigações do Tesouro dos EUA a 10 anos, muitos investidores venderam obrigações e ações, sobretudo de setores como o da tecnologia. Esta segunda-feira, porém, o sell-off das obrigações aliviou e as yields da dívida norte-americana estabilizaram, recuando 3,2 pontos base, para 1,424%.

Face a este cenário, os investidores aplaudiram e voltaram ao mercado de ações. A Tesla disparou 6,37%, face à subida de 8,18% no preço da bitcoin, para 48.621 dólares (a fabricante automóvel investiu 1,5 mil milhões de dólares na criptomoeda em fevereiro). A Apple avançou 5,39% e a Amazon ganhou 1,68%.

Destaque ainda para as ações da GameStop. A empresa está novamente na mira dos pequenos investidores e ganhou esta segunda-feira mais 17,36%. As ações da cadeia de retalho de videojogos estão a valer 119,4 dólares cada.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street recupera das perdas e GameStop dispara mais de 17%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião