As 50.000 árvores que o Estado tinha para doar esgotaram em apenas 24 horas

"A este desafio, os portugueses não só corresponderam ao apelo como excederam largamente as espetativas mais otimistas", revelou o ICNF. A entrega das árvores começa esta sexta-feira, 19 de março.

O Estado, através do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), anunciou a oferta de 50.000 medronheiros, sobreiros, azinheiras, pinheiros mansos, alfarrobeiras, romãzeiras e carvalhos cerquinhos, a propósito da comemoração do Dia Internacional das Florestas, a 21 de março, e os portugueses não se fizeram rogados.

Em apenas 24 horas choveram telefonemas e e-mails de todos os pontos do país e depressa o stock de milhares de árvores autóctones produzidas nos viveiros do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas ficou reservado e com futuro dono atribuído. Alguns interessados relatam mesmo linhas telefónicas permanentemente ocupadas e outras dificuldades de comunicação online, pelo elevado interesse que a iniciativa suscitou.

“Em 24 horas, os portugueses afirmaram com entusiasmo que somos mesmo todos ICNF, aceitando o desafio que lhes foi lançado de plantar 50.000 árvores. A campanha #ICNFsomosTODOSnos, iniciada dia 17, granjeou uma adesão inesperada e surpreendente, especialmente por se tratar de iniciativas individuais, provenientes de todos os cantos e recantos do país, rurais e urbanos de norte a sul”, informou o ICNF no seu site, acrescentando: A este desafio, os portugueses não só corresponderam ao apelo como excederam largamente as espetativas mais otimistas”.

Cada cidadão tinha direito a reservar um máximo de 10 exemplares, sendo que os representantes de entidades privadas sem fins lucrativos poderiam inscrever-se para levantar até um máximo de 50 árvores. A entrega das árvores começa esta sexta-feira, 19 de março e vai até 26 de março.

Já os proprietários rurais, que tenham como objetivo a plantação em pequenas parcelas de terreno (com área não superior a 5.000 m2), desde que identifiquem a parcela a plantar, podem levantar até um máximo de 100 exemplares. Os levantamentos são sujeitos à existência de disponibilidade em cada local.

Com esta campanha, e sob o lema “Restauro florestal, o caminho para a recuperação e o bem-estar”, o objetivo do ICNF foi comemorar de forma diferente em 2021 o Dia Internacional das Florestas, “convidando e envolvendo todos os cidadãos, e proprietários rurais a fazer plantação nas suas propriedades de espécies autóctones produzidas nos seus viveiros”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

As 50.000 árvores que o Estado tinha para doar esgotaram em apenas 24 horas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião