Dois anos de Pessoas em sete entrevistas

Entre os protagonistas das entrevistas estão Guilherme Machado Dray, coordenador do Livro Verde para o Futuro do Trabalho, e Carlos Oliveira, presidente executivo da Fundação José Neves.

É difícil escolher as melhores entrevistas da Pessoas ao longo destes últimos dois anos, mas estas são, certamente, quer seja pelos seus temas pertinentes e atuais, pelas visões mais disruptivas e inovadoras que aportam ou pelas linhas de liderança que mostram, as que mais recomendamos a leitura.

O que têm em comum Guilherme Machado Dray, coordenador do Livro Verde para o Futuro do Trabalho, Carlos Oliveira, presidente executivo da Fundação José Neves, José Luís Carvalho, diretor de recursos humanos da CUF, Pedro Moura, head of talent & marketing da Landing.Jobs, Ricardo Parreira, CEO da PHC Software, Paula Panarra, diretora-geral da Microsoft Portugal e Daniela Braga, CEO da DefinedCrowd? Entre outras coisas, foram protagonistas de grandes entrevistas da Pessoas, em dois anos.

Guilherme Machado Dray: “Não se justifica uma legislação especial para o teletrabalho”

Guilherme Machado coordenador do Livro Verde para o Futuro do Trabalho

Estávamos em dezembro de 2020 e, a propósito da elaboração do Livro Verde para o Futuro do Trabalho, cuja tarefa ficou a cargo de Guilherme Machado Dray e Teresa Coelho Moreira, a Pessoas falou com o advogado sobre as prioridades do documento, bem como sobre a escolha da equipa multidisciplinar de académicos, pensadores, sociedade civil, ONG´s, associações patronais e sindicais e das expectativas.

Leia aqui a entrevista completa.

“Não nascemos para sermos um think tank, nascemos numa perspetiva muito mais de ação”

Carlos Oliveira, presidente executivo da Fundação José NevesRicardo Castelo

Carlos Oliveira, antigo secretário de Estado do Empreendedorismo, Competitividade e Inovação, está à frente da Fundação José Neves. Fundada em pleno ano pandémico, por três empreendedores e focada na educação para o futuro, e ao longo da vida, a Fundação quer assentar a sua atividade numa lógica de try and error. A Pessoas falou com Carlos Oliveira sobre o balanço dos primeiros seis meses, a importância da educação para o desenvolvimento do país e os planos para o futuro.

Leia aqui a entrevista completa.

Paula Panarra: “Os recursos humanos são tarefa da organização inteira”

Por altura da inauguração do novo escritório, a diretora-geral da Microsoft Portugal falou à Pessoas em agosto de 2019, sobre o novo espaço, mais virado para o exterior e com espaço para receber novas visitas, numa lógica de integração da comunidade envolvente. A inaugurar escritório em Portugal, Paula Panarra assegurava que a mudança refletia transformação de dentro para fora, que faz da Microsoft a sua 2.ª casa. E queria que os trabalhadores se sentissem na deles.

Diretora-geral da Microsoft Portugal, Paula Panarra.
© Nuno Fox
Nuno Fox/ECO

Leia a entrevista completa aqui.

José Luís Carvalho, DRH da CUF: “A grande vantagem desta crise é fazer planos de abrir, fechar, avançar, recuar”

José Luís de Carvalho, Diretor de Recursos Humanos da José de Mello Saúde, em entre vista ao ECO/Pessoas - 08SET20
José Luís de Carvalho, diretor de recursos humanos da José de Mello Saúde
© Nuno Fox
Nuno Fox

Num ano em que a saúde foi o tema central e prioritário, José Luís Carvalho, que lidera há dois anos as pessoas da CUF, contou à Pessoas os principais desafios de 2020, bem como as aprendizagens que retirou de todo o processo. Além disso, falou sobre talento e sobre a inauguração do novo CUF Tejo, que abriu pouco depois, no final de setembro de 2020.

Leia aqui a entrevista completa.

“Coisas como manutenção de uma semana de 40 horas de trabalho vão ser cada vez mais difíceis”

Pedro Moura, head of talent & marketing da Landing.JobsLanding.jobs

Para Pedro Moura, é preciso questionar paradigmas antigos e considerar ideias de futuro, como é o caso do Rendimento Básico Incondicional ou da redução da carga horária da semana de trabalho de 40 horas. É precisamente a atual noção de trabalho que o head of talent & marketing da Landing.Jobs afirma que tem de mudar. “A minha inclinação política é no sentido de haver uma vida cada vez menos ocupada por trabalho forçado, ou seja, assalariado, e cada vez mais por trabalho no sentido mais vasto. No limite, considero que uma pessoa que queira ficar em casa a escrever poemas é uma forma de trabalho”, disse na entrevista.

Leia aqui a entrevista completa.

Daniela Braga, da DefinedCrowd: “A inteligência artificial vai facilitar e a dar mais oportunidade de emprego”

Estudou linguística para ser crítica literária mas o primeiro emprego, na faculdade de engenharia, mudou-lhe os planos. Aos comandos da DefinedCrowd, empresa que recolhe, estrutura e enriquece bases de dados para inteligência artificial, Daniela Braga conta como desenvolveu as suas skills de liderança e explica que o grande desafio da tecnológica é encontrar pessoas com o skill set certo. Aos comandos da DefinedCrowd, que recolhe e enriquece bases de dados para inteligência artificial, Daniela Braga explica, em entrevista à Pessoas em novembro de 2019, que o grande desafio da tecnológica é encontrar pessoas com o skill set certo.

Leia a entrevista completa aqui.

Ricardo Parreira, CEO da PHC Software: “O que não se mede, não se gere”

Ricardo Parreira, CEO da PHC SoftwareD.R.

Com apenas 20 anos, Ricardo Parreira fundou a PHC Software, em 1989. Em 2020, a empresa teve estatuto de multinacional, empregando 207 pessoas a nível global, com escritórios em Lisboa, Porto, Madrid, Maputo, Luanda e Lima, no Peru. Em conversa com a Pessoas, o CEO da tecnológica contou quais os planos para o futuro, falou sobre o livro “Gestão profissional, mas descontraída”, onde partilha ensinamentos e práticas na PHC, bem como sobre liderança e cultura empresarial.

Leia aqui a entrevista completa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Dois anos de Pessoas em sete entrevistas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião