Efacec com números positivos antes da privatização. “Há 10 interessados”, diz Siza Vieira

Efacec apresentou resultados operacionais positivos nos dois últimos trimestres. Ministro da Economia adianta que já existem dez candidatos interessados para a aquisição do capital da Efacec.

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, adiantou que existem dez interessados e que a reprivatização será decidida brevemente em Conselho de Ministros (CM). O presidente da comissão executiva da Efacec, Ângelo Ramalho, confirmou que a Efacec apresentou dois trimestres com resultados positivos.

“Os resultados positivos dos últimos seis meses são muito animadores, dado que o inicio da recuperação foi assinalada no último trimestre de 2020, transitando para o primeiro trimestre de 2021, com um EBITDA positivo. O mês de março registou um recorde de faturação na história recente da empresa, potenciando que tenha sido alcançado o objetivo do trimestre”, referiu Ângelo Ramalho.

O líder da Efacec refere ainda que “não estão a falar de números muito substantivos, mas são sinais muito claros que a Efacec é um projeto viável”, disse Ângelo Ramalho.

Para o ministro da Economia, no processo de reprivatização que está em curso, “uma melhoria da situação da empresa torna mais credível a proposta que os interessados possam fazer em relação à criação de capital da Efacec”, diz Siza Vieira.

Em relação à lista de candidatos, foram recebidas dez propostas não vinculativas para a aquisição do capital da Efacec. “Dessas dez propostas, o Governo vai selecionar um número para apresentarem propostas vinculativas“, disse o ministro da Economia em visita à Efacec, em Matosinhos, esta terça-feira.

Muito em breve em reunião de Conselho de Ministros teremos a decisão sobre o conjunto de empresas que serão selecionadas para passar à segunda fase para apresentar propostas vinculativas para a aquisição do capital da Efacec. Isso será conhecido em breve”, adianta Siza Vieira.

O ministro da Economia não esconde que tinham vontade em avançar mais depressa com o processo de reprivatização e que o mesmo “derrapou sobretudo na primeira fase”, mas destaca que “agora está tudo a correr dentro do processo normal”. O ministro da Economia acrescenta ainda que “existem empresas muito credíveis que manifestaram interesse em apresentar propostas”.

Esta lista de candidatos deveria estar fechada até 23 de março, mas na realidade não foi o que aconteceu, tendo em conta que a lista ainda se encontra em aberto. Há já dez propostas não vinculativas para a compra da Efacec. Para além da portuguesa Sodecia e da egípcia Elsewedy, estão na corrida à compra da empresa fundos de private equity, a DST e uma holding familiar.

De acordo com Siza Vieira, o calendário previsto para a reprivatização deverá acontecer nos próximos meses. “Não sei se será antes do segundo semestre, mas seguramente antes do final do ano teremos condições para ter o processo concluído”, adianta o ministro da Economia.

Questionado sobre o valor da indemnização a Isabel dos Santos, cuja participação na Efacec foi nacionalizada pelo Estado, Siza Vieira disse apenas que “nos termos da lei foi feita a avaliação da participação objeto de nacionalização”, por duas empresas, assegurando que “o valor das indemnizações não é muito significativo”.

Este processo decorre da saída de Isabel dos Santos do capital da Efacec, na sequência do envolvimento no caso Luanda Leaks. O Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação (ICIJ) revelou em janeiro de 2020 mais de 715 mil ficheiros, sob o nome de Luanda Leaks, que detalham alegados esquemas financeiros de Isabel dos Santos e do marido, Sindika Dokolo, que entretanto morreu, que lhes terão permitido retirar dinheiro do erário público angolano através de paraísos fiscais.

A Efacec está num processo de recuperação, mantendo uma aposta em inovação tecnológica. Nos últimos seis meses a empresa lançou produtos novos na área de Transportes, Transformadores, Mobilidade Elétrica e lançou uma plataforma de inovação aberta dirigida a empreendedores e startups nacionais e internacionais.

(Notícia atualizada às 20H18 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Efacec com números positivos antes da privatização. “Há 10 interessados”, diz Siza Vieira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião