PLMJ, CMS e Clifford Chance envolvidos na 1ª emissão de green bonds da REN

A primeira emissão de green bonds da REN no valor de 300 milhões de euros contou com a participação da PLMJ e da Clifford Chance, do lado da REN, e da CMS, do lado dos bancos.

A PLMJ e a Clifford Chance assessoraram a REN – Redes Energéticas Nacionais na sua primeira emissão de green bonds, no valor de 300 milhões de euros. A dívida emitida tem maturidade de oito anos, enquadrando-se a operação na estratégia de financiamento de longo prazo da REN, assente no pilar da sustentabilidade. O financiamento agora obtido destina-se a ser aplicado pela REN num conjunto de ativos sustentáveis, em conformidade com o Green Finance Framework divulgado pela REN em fevereiro deste ano.

Do lado da PLMJ, a operação foi liderada por André Figueiredo, sócio da área de Bancário e Financeiro e Mercado de Capitais, e a equipa integrou ainda a sócia Raquel Azevedo, Alexandre Norinho de Oliveira, Pedro Roque Coelho e Sara Asseiceiro.

“O foco na sustentabilidade é hoje incontornável no mercado de capitais, e o acompanhamento deste tema é algo em que a PLMJ tem sido pioneira. Foi por isso um enorme prazer acompanhar a REN no caminho – que na verdade vem sendo trilhado há bastante tempo – que permitiu atingir este extraordinário resultado na sua primeira emissão de green bonds, diversificando a sua base de investidores e dando um sinal claro de comprometimento com a sustentabilidade ambiental”, refere André Figueiredo.

Do lado da Clifford Chance, a operação foi liderada a partir de Madrid pelo sócio de Mercado de Capitais, Antonio Henriquez, que trabalhou em estreita colaboração com o sócio Jurgen van der Meer, do escritório de Amesterdão. A equipa foi ainda apoiada por Stacey Zverev, associada sénior de Mercado de Capitais, do escritório de Madrid, Tom Smeele, associado, Nolan Groenland, associado, e Onur Danismant, estagiário do escritório de Amesterdão.

“Esta transação representa mais um marco na evolução para um modelo mais sustentável de corporate finance. Estamos muito satisfeitos por termos assessorado a REN nesta fantástica iniciativa e confiamos que o sucesso desta transação será um catalisador para que outros sigam o exemplo da REN”, nota Antonio Henriquez.

Já a CMS Rui Pena & Arnaut assessorou os bancos na perspetiva portuguesa. A operação foi liderada por Francisco Xavier de Almeida, sócio responsável da área de Mercado de Capitais, e a equipa constituída por David Luzia Apolónia, associado sénior, Pedro Fernandes Nunes, associado, e Francisco Verdelho, estagiário.

“Participar neste transação, que representa mais um passo do nosso mercado de capitais rumo a um modelo mais sustentável, é um prazer. Estamos muito satisfeitos por termos assessorado nesta operação, em linha com o posicionamento da CMS, a nível nacional e internacional”, sublinha Francisco Xavier de Almeida.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PLMJ, CMS e Clifford Chance envolvidos na 1ª emissão de green bonds da REN

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião