Castelo Branco vai ter dois centros de teletrabalho

Cada um dos espaços terá capacidade para dez pessoas e deverá entrar em funcionamento ainda no primeiro semestre de 2021.

A Câmara Municipal de Castelo Branco vai criar dois centros destinados aos profissionais que estejam a exercer a profissão em regime de teletrabalho e que queiram fazê-lo noutro espaço, sem que seja em casa. O objetivo é desenvolver o coworking no concelho.

“Este é um projeto que tínhamos já pensado e que nos encontrávamos a desenvolver. Isso permitiu que integrássemos de forma muito natural a rede nacional de coworking, afirma José Augusto Alves, presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, citado em comunicado.

Cada um dos espaços terá capacidade para dez pessoas e deverá entrar em funcionamento ainda no primeiro semestre de 2021, sendo que a Câmara admite a possibilidade de virem a ser criados mais centros noutras freguesias. Para já, um dos espaços fica nas antigas instalações do Cybercentro, em Castelo Branco, e o outro na Casa do Povo de Alcains

Ambos irão dispor de zonas comuns e privadas, para videochamadas e reuniões, e, ainda que a ideia seja que o utilizador use os seus próprios equipamentos portáteis, estarão equipados com meios informáticos, desde internet a outros serviços de apoio.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Castelo Branco vai ter dois centros de teletrabalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião