Antas da Cunha Ecija integra Jorge Carneiro & Associados

A Antas da Cunha Ecija reforçou a sua atividade a norte, nomeadamente no Porto, com a inclusão da Jorge Carneiro & Associados na sua estrutura societária.

A Antas da Cunha Ecija reforçou a sua atividade a norte, nomeadamente no Porto, com a inclusão da Jorge Carneiro & Associados na sua estrutura societária. De acordo com a líder do escritório Jorge Carneiro & Associados, Odete Sousa Pereira, este foi “um convite inesperado e irrecusável”.

A advocacia que se pratica atualmente é substancialmente diferente da advocacia que se praticava há 36 anos. Nesse sentido, sentíamos há muito uma necessidade imensa de nos renovarmos e nos reinventarmos, para podermos fornecer aos nossos clientes, muitos dos quais nos acompanham há décadas, soluções mais inovadoras e um serviço mais abrangente. Assim, quando nos foi proposto este desafio, não pensámos duas vezes. Apesar de terem um historial muito diferente, as sociedades comungam dos mesmos valores, da mesma cultura de serviço ao cliente e valorizam os mesmos princípios de rigor, lealdade, transparência e ética“, refere.

Para a advogada “há poucos líderes em Portugal com a visão do Fernando e poucas sociedades com a dimensão humana, a qualidade técnica e o espírito empreendedor que esta tem. Nesse sentido, não tenho a mínima dúvida de que este será um ‘casamento’ muito feliz, não só para nós, como, principalmente, para os nossos clientes”.

No âmbito desta operação, transitam para a Antas da Cunha Ecija, 13 advogados e três administrativos, reforçando assim também a equipa de sócios com a inclusão de Odete Sousa Pereira.

Esta é uma integração que muito nos honra, desde logo porque se trata de uma sociedade altamente conceituada no norte do país e com um percurso verdadeiramente notável. Quando entrámos no mercado do Porto, em 2019, demos esse passo conscientes dos desafios e das dificuldades que nos esperavam. Centrámos o nosso serviço numa área estratégica para a sociedade: o Direito Digital e, dois anos volvidos, fazemos um balanço muito positivo dos resultados“, nota Fernando Antas da Cunha, managing partner da Antas da Cunha Ecija.

O líder da Antas da Cunha Ecija sublinha ainda que o “contexto pandémico para o qual fomos ‘empurrados’ há pouco mais de um ano, provocou um impacto muito severo, ainda que desigual de setor para setor, no tecido empresarial português, o que desencadeou uma onda de incumprimentos contratuais, de reestruturações e de litígios sem precedentes, que fez ‘disparar’ a procura em áreas do direito muito específicas”. Desta forma, Fernando Antas da Cunha considera que foi necessário ‘realinhar’ a estratégia e reforçar algumas áreas, quer a sul, quer a norte.

Estamos certos de que a experiência e o conhecimento acumulados ao longo de 36 anos de atividade, aliados à solidez técnica dos advogados que transitam nesta operação para a nossa sociedade, se revelarão decisivos na prestação de um serviço de qualidade superior, num mercado cada vez mais relevante para nós e que tem sido um dos destinos de eleição dos investidores estrangeiros”, remata Fernando Antas da Cunha.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Antas da Cunha Ecija integra Jorge Carneiro & Associados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião