Governo aprova plano para relançar turismo

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira um pacote de medidas para estimular a atividade turística, que será apresentado amanhã por Pedro Siza Vieira.

O Governo aprovou esta quinta-feira um plano para estimular a atividade turística, conforme tinha adiantado o ECO. A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, afirmou na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros que as medidas visam “promover o turismo ao longo de todo o ano e de todo o território, para mitigar os efeitos da pandemia”.

O plano “Reativar o Turismo, Construir o Futuro” será anunciado sexta-feira, pelo ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, pelas 9h30, juntamente com a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.

O comunicado do Conselho de Ministros acrescenta que o plano “dará prioridade à temática da acessibilidade aérea e da mobilidade, áreas fundamentais para a competitividade do destino” e visa “posicionar o país como um destino internacionalmente reconhecido pelos seus elevados padrões de sustentabilidade e de coesão territorial e social”.

As medidas estruturam-se em quatro pilares: apoiar as empresas, fomentar a segurança, gerar negócio e construir o futuro. Numa entrevista ao Dinheiro Vivo, publicada no último fim de semana, a secretária de Estado do Turismo afirmou que o pacote teria “uma dimensão muito grande no que toca às empresas, que estão descapitalizadas”. Acrescentou que teria de existir também uma solução para as moratórias, a que o setor está particularmente exposto.

Uma segunda dimensão será “instigar confiança ao consumidor e a todo o ecossistema” através de medidas sanitárias. Rita Marques prometeu ainda campanhas de promoção internacionais e um diálogo intenso com as companhias aéreas. A quarta dimensão prende-se com medidas de mais longo prazo, onde o tema da sustentabilidade ambiental é uma das prioridades.

“É um plano que vai ter medidas de curtíssimo prazo, como, por exemplo, a questão da capitalização das nossas empresas e a da segurança [ao nível sanitário].”

Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo

Medidas com que o Governo quer reativar o crescimento do setor, mantendo intactas as metas definidas na “Estratégia 2020 – 2027”, onde se prevê que o país chegue aos 80 milhões de dormidas e 26 mil milhões de euros de receita até ao fim daquele período. De acordo com dados do INE, a quebra da atividade turística devido às restrições impostas pela pandemia explica três quartos da queda histórica de 7,6% do PIB em 2020. O ano de 2020 fechou com quebras acentuadas nos dois indicadores: as dormidas caíram 63% para 26 milhões e as receitas 58% para 7,75 mil milhões de euros. Os dados do primeiro trimestre deste ano reafirmam a trajetória descendente, por exemplo, com uma quebra de 80% das dormidas nos três primeiros meses do ano.

No domingo, no seu espaço de comentário na TVI, Paulo Portas adiantou que o Governo estava a preparar com os parceiros sociais uma “bazuca” para o turismo no valor de 6,9 mil milhões de euros, que abrange, além dos hotéis, a restauração, as agências de viagens, a animação turística ou o rent-a-car. O antigo ministro da Defesa e dos Negócios Estrangeiros revelou ainda que o Banco Português de Fomento tinha 4.575 milhões de euros para ajudar a capitalizar as empresas deste setor, mas contactado pelo ECO, a instituição liderada por Beatriz Freitas não avançou quaisquer detalhes sobre este plano ou de que forma essa verba será disponibilizada às empresas.

(Notícia atualizada às 16h)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo aprova plano para relançar turismo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião