Confederação do Turismo aplaude plano para o setor e pede rapidez na concretização

  • Lusa
  • 21 Maio 2021

O plano foi recebido com aplausos e como uma resposta aos argumentos do setor, um dos mais afetados pela pandemia e que se queixou de ter ficado esquecido no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

A Confederação do Turismo de Portugal congratula-se com o plano “Reativar o Turismo | Construir o Futuro”, apresentado esta sexta-feira pelo Governo e que contempla um investimento superior a seis mil milhões de euros, esperando que o mesmo avance rapidamente.

“Numa análise geral, parece-nos um plano capaz de apoiar as empresas a retomar a linha de crescimento e colocar o Turismo no lugar que lhe pertence por direito”, referiu Francisco Calheiros, presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), citado num comunicado divulgado esta sexta-feira.

O plano foi recebido com um aplauso e como uma resposta aos argumentos do setor, um dos mais afetados pela pandemia e que se queixou de ter ficado esquecido no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

“Depois de um PRR que não refletiu qualquer estratégia para a atividade mais dinâmica, competitiva e geradora de riqueza e de emprego para a economia, o Governo foi sensível aos argumentos da CTP e entendeu finalmente a urgência de investir no relançamento do Turismo”, afirma Francisco Calheiros.

A CTP vai agora analisar com mais detalhe o plano, esperando que este seja operacionalizado com a maior brevidade possível “para permitir a recuperação do tecido empresarial e do emprego”.

O Plano Reativar o Turismo|Construir o Futuro, apresentado esta sexta-feira pelo ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, prevê um investimento de 6.112 milhões de euros no setor turístico português para ultrapassar a meta de 27.000 milhões de euros de receitas turísticas em 2027.

Do total de 6.112,24 milhões de euros de investimento previsto, a maior fatia, de 4.075 milhões de euros, será assegurada pelo Banco Português do Fomento, que canalizará 3.000 milhões de euros para apoios às empresas (com vista à preservação do potencial produtivo e do emprego) e 1.075 milhões para o seu financiamento.

Além destes apoios às empresas, a CTP destaca ainda a aposta do plano no fomento da segurança e confiança no destino, tendo previstos mais de 10 milhões de euros para medidas como o selo ‘Clean&Safe 2.0’, os programas ‘Seamless Travel’ e Adaptar 2.0, uma campanha de estímulo à adoção de comportamentos seguros e a atualização do ‘Health Passport 2.0’.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Confederação do Turismo aplaude plano para o setor e pede rapidez na concretização

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião