EDP Renováveis acelera mais de 3% e dá energia à bolsa

Praça portuguesa registou o melhor desempenho em mais de duas semanas, com a família EDP em destaque: a EDP Renováveis acelerou mais de 3% e a EDP ganhou quase 2%.

Foi uma sessão bastante positiva na bolsa de Lisboa, com a família EDP a destacar-se nos ganhos. A EDP Renováveis acelerou mais de 3% e a EDP ganhou quase 2%, num dia com notícias no Brasil. Com isso, a praça portuguesa acabou por ter a melhor sessão em mais de duas semanas.

O PSI-20, o principal índice português, fechou em alta de 1,01% para 5.198,63 pontos, naquela que foi a segunda sessão positiva. Apenas cinco cotadas encerraram com perdas, ainda que todas tenham perdido mais de 1%: Ramada, Ibersol, Novabase, Nos e Sonae.

Estes maus desempenhos acabaram por ser mais do que compensados pela grande maioria das ações do PSI-20. A EDP Renováveis avançou 3,46% para 19,41 euros e a EDP ganhou 1,73% para 4,59 euros. O Valor Económico adiantou esta segunda-feira que há três candidatos às hidroelétricas no Brasil: Eneva, Votorantim Energia e AES Brasil. A operação poderá dar um encaixe de 800 milhões de dólares à EDP Brasil.

Ainda no setor energético, a Galp avançou 2,03% para 9,86 euros, acompanhando a valorização da cotação do petróleo em Londres, onde o barril de Brent está a subir 0,78% para 73,24 dólares.

As papeleiras Navigator e Altri também deram bem conta de si, com variações positivas de 1,49% e 1,48%, respetivamente.

Lisboa acabou por apresentar um melhor desempenho do que as ações europeias no arranque da semana. O índice de referência europeu Stoxx 600 somou cerca de 0,20% apenas. O madrileno Ibex-35 foi quem mais se aproximou, com um ganho de perto de 1%, enquanto as praças de Frankfurt, Paris e Milão apresentaram subidas modestas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis acelera mais de 3% e dá energia à bolsa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião