Diretor de Recursos Humanos da TAP suspenso após vídeo polémico

Segundo uma comunicação interna, a que o ECO teve acesso, Sandra Rodrigues irá assegurar as funções de Pedro Ramos.

O diretor de recursos humanos da TAP foi suspenso após a divulgação nas redes sociais de um vídeo polémico, onde se encontrava a recrutar em Madrid. Foi aberto um inquérito e Pedro Ramos estará suspenso até ao fim do mesmo. Segundo uma comunicação interna, a que o ECO teve acesso, Sandra Rodrigues irá assegurar as funções de Pedro Ramos.

“Informamos que a Sandra Rodrigues irá assegurar interinamente as funções do Diretor de Pessoas e Cultura, no contexto do processo de inquérito instaurado, que determina a suspensão de funções do Pedro Ramos até à conclusão do mesmo”, lê-se na comunicação interna da TAP.

“O processo de inquérito, seguido dos procedimentos disciplinares aplicáveis a esta situação, foi instaurado na sequência da tomada de conhecimento de uma publicação, a título pessoal, nas redes sociais.” A nota enviada aos trabalhadores esta quarta-feira faz referência ao polémico vídeo onde aparecem dois responsáveis dos recursos humanos da TAP que dizem estar em Madrid para fazer contratações para a companhia aérea. Não se percebe ao certo quantas pessoas serão ou se se trata de uma brincadeira, mas o vídeo gerou polémica por a empresa se estar a preparar para fazer um despedimento coletivo.

Os trabalhadores em causa são Pedro Ramos, diretor de recursos humanos da TAP, e João Falcato, diretor de recursos humanos da Manutenção & Engenharia da TAP.

O vídeo gerou mal-estar dentro da TAP, tendo rapidamente começado a circular entre os trabalhadores, que estão a lidar com uma reestruturação que já levou à saída de 1.600 efetivos.

O próprio ministro das Infraestruturas e da Habitação já veio reagir ao vídeo dizendo que o Governo “está indignado com o vídeo que circula com dois trabalhadores da TAP com elevadas responsabilidades na companhia, sendo um deles o diretor de Recursos Humanos, e aguarda pelos resultados do processo de inquérito instaurado pela TAP”.

Por fim, a transportadora indica, na nota, que “expressa a sua solidariedade para com todos os trabalhadores da TAP e apela ao bom senso e recato de todos”.

(Notícia atualizada às 10h59)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Diretor de Recursos Humanos da TAP suspenso após vídeo polémico

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião