CMS passa a ter presença na Noruega

A CMS reforçou a sua presença mundial, agora na Noruega, e juntou-se ao escritório de advogados Kluge. A entrada completa está prevista para outubro.

A sociedade de advogados CMS apostou num novo mercado, o norueguês. Desta forma, vai juntar-se ao escritório de advocacia, Kluge. Com a entrada completa prevista para outubro, a sociedade norueguesa passará a denominar-se CMS Kluge.

“A integração da Kluge reforça ainda mais a presença da CMS nos principais centros de negócios da Europa. Durante mais de 20 anos, a CMS desenvolveu um historial de parcerias com empresas independentes centrada numa entrega de excelência aos seus clientes. Em 2019, duas sociedades africanas e, em 2017, três latino-americanas, juntaram-se à CMS. Até hoje, a CMS tem 79 escritórios em 44 países e mais de 5.000 advogados em todo o mundo. A Kluge tem 153 advogados, com escritórios em Bergen, Oslo e Stavanger”, refere a firma.

A CMS e a Kluge têm fortes sinergias na especialização energética, com especial incidência em energias renováveis, bem como em fusões & aquisições e tecnologia, que “proporcionam oportunidades significativas para o trabalho de consultoria e transação transfronteiriça para ambas as empresas”. “Apoiar os clientes enquanto navegam na agenda do ESG e na viagem para a energia limpa e sem carbono é de importância vital para ambas as empresas, e constituirá uma grande parte do seu crescimento contínuo”, acrescenta.

Uma vez que as empresas norueguesas solicitam cada vez mais aconselhamento sobre negócios transfronteiriços, a CMS acredita que esta expansão permitirá ter uma presença no mercado norueguês e que a Kluge beneficiará do reforço do seu perfil internacional.

“Os conhecimentos locais e a mentalidade internacional da Kluge, bem como a sua excelente reputação, são um bom ajuste estratégico para a CMS, uma vez que reforçamos a nossa posição nos principais mercados europeus e continuamos no bom caminho para nos tornarmos um escritório de advogados genuinamente global”, nota Pierre-Sébastien Thill, presidente da CMS.

Já Matthias Lichtblau, diretor executivo da CMS, sublinhou que os clientes veem a Noruega como uma grande oportunidade uma vez que é uma economia “altamente bem-sucedida orientada para a exportação”, com um maior enfoque nas energias renováveis e negócios mais sustentáveis. “Muitos clientes da CMS já estão ativos na região, pelo que a construção de uma presença na sociedade é um passo natural para nós. Além disso, os clientes na Noruega terão agora pleno acesso à CMS, uma das principais organizações jurídicas mundiais”, acrescentou.

“É com muita alegria que acolhemos na nossa organização a Kluge. Trata-se de uma sociedade centenária e líder na Noruega, pelo que irá, certamente, ser uma mais-valia para a CMS a nível global. Esta é também uma oportunidade para, em Portugal, através da CMS, estreitarmos relações com um mercado tão importante e desenvolvido como o da Noruega“, garante José Luís Arnaut, managing partner da CMS Rui Pena & Arnaut.

Bjørnar Alterskjær, managing partner da Kluge, acredita que os clientes esperam, cada vez mais, que possam prestar um aconselhamento jurídico sem falhas em questões transfronteiriças. “Ao aderir à CMS, passaremos a fazer parte de uma estrutura de colaboração única e seremos capazes de recorrer eficazmente a um grande conjunto de recursos altamente especializados em todo o mundo”, nota.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CMS passa a ter presença na Noruega

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião