Energia e papel atiram PSI-20 ao chão

Fed decidiu antecipar a subida de juros para 2023 (sendo que antes a projeção era de que esta mexida apenas iria acontecer em 2024) e assustou os investidores europeus.

As bolsas europeias afundaram esta quinta-feira no rescaldo da reunião de política monetária da Reserva Federal norte-americana, que apontou para uma subida das taxas de juro em 2023. O português PSI-20 não ficou à margem da tendência negativa e cedeu 0,83% para

Em Lisboa, 13 das 15 cotadas fecharam no vermelho. No setor do papel e da pasta de papel, a Altri lidera as perdas com um tombo de 2,84% para 5,645 euros, enquanto a Navigator caiu 1,34% para 2,936 euros e a Semapa fechou inalterada em 11,72 euros.

Já na energia, a EDP desvalorizou 1,85% para 4,675 euros e a EDP Renováveis perdeu 1,32% para 19,44 euros. A petrolífera Galp Energia cedeu 0,78% para 9,906 euros por ação, em linha com o desempenho da matéria-prima: o brent de referência europeia perde 2,26% para 72,73 dólares por barril e o crude WTI recua 2% para 70,52 dólares.

Em sentido contrário, só três cotadas portuguesas fecharam no verde. O maior ganho foi da Ibersol, que avançou 1% para 6,08 euros. A Jerónimo Martins subiu 0,8% para 15,975 euros e o BCP valorizou 0,13% para 0,1509 euros.

Estas valorizações não chegaram, no entanto, para impedir a queda do índice, em linha com a Europa: o Stoxx 600 caiu 0,12% após a reunião da Fed. A autoridade monetária norte-americana decidiu antecipar a subida de juros para 2023, sendo que antes a projeção era de que esta mexida apenas iria acontecer em 2024. Apesar de faltar ainda algum tempo até que as taxas subam, a reação dos investidores faz-se sentir já nos mercados, ditando quedas, embora ligeiras.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Energia e papel atiram PSI-20 ao chão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião