Mais de 300 portugueses concorreram ao lugar de astronauta da ESA

Treze anos depois do último processo de recrutamento de astronautas conduzido pela Agência Espacial Europeia (ESA), as candidaturas aumentaram. E há mais mulheres interessadas em ir à Lua.

A Agência Espacial Europeia (ESA) recebeu um total de 321 candidaturas portuguesas para astronautas, incluindo quatro candidatos a parastronauta. Treze anos depois do último processo de recrutamento de astronautas conduzido pela ESA, as candidaturas, globais e portuguesas, aumentaram e há mais mulheres interessadas em ir à Lua, segundo os números, ainda provisórios, divulgados pela ESA. Os futuros astronautas da ESA serão conhecidos apenas no final de 2022.

“Quando comparados com os valores de 2008 vemos que Portugal teve um acréscimo de mais de 50% no número de candidatos, o que é significativo, mas talvez o mais importante a reter seja o facto do número de mulheres portuguesas que querem ser astronautas ter duplicado, o que nos deixa muito satisfeitos”, afirma Hugo Costa, diretor da Agência Espacial Portuguesa – Portugal Space, citado em comunicado.

Este ano, 61 candidaturas das 321 (19,1%) recebidas pela ESA foram de mulheres. Ao todo, foram submetidas mais de 22 mil candidaturas, valor que representa um crescimento de 37,2% face às 8.413 pessoas que concorrem em 2008. Já a percentagem de candidatas femininas subiu de 15,3% para 24% do total, o equivalente a 5.419 candidaturas.

França, Alemanha e Itália compõem o top três dos países com maior número de candidatos, com Portugal a surgir na parte superior da tabela, ocupando o 11.º lugar entre os 22 Estados-membro e três países associados.

“Estes números são o resultado do crescimento das atividades espaciais em Portugal, o que aumenta a atração pelo setor, mas também são reflexo da excelente qualidade dos recursos humanos que saem das universidades nacionais à procura de desafios realmente extraordinários e que são, sem dúvida, um alento para o futuro do espaço em Portugal”, acrescenta Hugo Costa.

Numa primeira fase, as candidaturas serão avaliadas com base na documentação entregue, desde o relatório médico ao formulário e o questionário de avaliação. Os candidatos serão informados no final de cada etapa se conseguirão avançar para a fase seguinte, sendo que o processo promete ser longo. Os futuros astronautas da ESA serão conhecidos apenas no final de 2022.

A ESA pretende selecionar entre quatro e seis astronautas de carreira e cerca de 20 astronautas de reserva, que, não fazendo parte dos quadros da ESA, poderão vir a ser selecionados para projetos específicos. O atual processo de seleção de astronautas ficará na história por ser o primeiro em que foi atribuída uma vaga a um astronauta com limitações físicas, tendo o lugar atraído 257 pessoas (197 homens e 60 mulheres), das quais quatro portugueses.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mais de 300 portugueses concorreram ao lugar de astronauta da ESA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião