Greenvolt assegura 150 milhões no IPO um dia antes do fecho da operação

IPO da Greenvolt está a ser bem-sucedido. Empresa de energias renováveis já assegurou ordens acima dos 150 milhões de euros previstos na oferta. E está mais perto da bolsa.

A Greenvolt assegurou esta sexta-feira a base de investidores para a sua oferta pública inicial (IPO), tendo já garantido ordens de mais de 150 milhões de euros, isto quando a operação termina apenas na próxima segunda-feira. Com isto, a empresa de energias renováveis da Altri está mais perto da bolsa, cuja estreia está marcada para dia 15.

“Foi hoje [sexta-feira] alcançado um volume de ordens de subscrição que supera o objeto da referida oferta (incluindo as designadas “Initial Offer Shares” e as “Option Shares”)”, indica a Greenvolt num comunicado enviado ao mercado.

Desde o início do mês que a empresa liderada por Manso Neto (ex-CEO da EDP Renováveis) está à procura de investidores institucionais para comprarem ações a um preço que se situará entre os 4,25 euros e os 5,00 euros.

Nesta operação, a Greenvolt esperava obter pelo menos 130 milhões de euros, podendo aumentar até aos 150 milhões (+15% de novas ações) caso a opção de over-allotment fosse exercida na totalidade. Foi o que já assegurou esta sexta-feira, o que poderá ser um bom indicador em relação ao preço a que venderá as ações.

É através deste aumento de capital que a elétrica fará a sua entrada em bolsa, o que está previsto para a próxima quinta-feira. Mas ainda faltam alguns passos até lá chegar.

O período de book-building (procura de investidores) termina apenas na segunda-feira, “estando a divulgação do montante do aumento de capital e a indicação do preço final por ação previstas ocorrer no dia seguinte”.

Além do aumento de capital em dinheiro, que servirá para financiar o crescimento do negócio das renováveis nos próximos anos, a Greenvolt também realiza um aumento de capital em espécie, no valor de 56 milhões de euros, que será subscrito pela V-Ridium, empresa detentora de projetos de energia eólica e solar. Ou seja, a operação totalizará os 206 milhões de euros.

A Altri conta com o BNP Paribas e o CaixaBank como Joint Global Coordinators, além do Santander e o JB Capital Markets como Joint Bookrunners, para colocar estes títulos junto dos grandes investidores

Só com a GreenVolt no mercado, com o ticker GVOLT, os pequenos investidores poderão ter acesso aos títulos, comprando-os em bolsa. Os investidores que tiverem títulos da Altri irão receber ações da nova cotada sob a forma de dividendo.

(Notícia atualizada às 15h53)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Greenvolt assegura 150 milhões no IPO um dia antes do fecho da operação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião