Observatório da Comissão Europeia põe Portugal e Lituânia na liga dos últimos do 5G

Último relatório do Observatório do 5G, um organismo da Comissão Europeia, confirma que só falta Portugal e Lituânia lançarem quinta geração na UE. Leilão português continua sem fim à vista.

O Observatório Europeu do 5G confirmou esta quarta-feira que Portugal e Lituânia vão mesmo ser os últimos países da União Europeia (UE) a terem serviços de quinta geração móvel. A notícia já tinha sido avançada pelo ECO, mas a informação é agora subscrita pelo organismo da Comissão Europeia que monitoriza o desenvolvimento do 5G a nível internacional.

“No final de junho de 2021, 25 dos 27 países da União Europeia (UE) beneficiavam de serviços 5G”, lê-se no mais recente relatório trimestral, acabado de publicar pelo observatório. A lista inclui todos os países da UE à exceção de Portugal e Lituânia, depois de Malta ter lançado as primeiras ofertas 5G a 19 de maio, deixando os outros dois numa “corrida” para ver quem será o último da região.

Alargando o espetro a toda a Europa, mais de metade dos países europeus têm serviços 5G. Entre os que ainda não beneficiam da tecnologia, como Portugal, estão, por exemplo, a Bielorrússia e a Ucrânia.

Mapa do 5G na União Europeia:

Fonte: IDATE DigiWorld via 5G Observatory

O relatório do Observatório Europeu do 5G reconhece que, em Portugal, o leilão multifaixa de licenças para o 5G, promovido pela Anacom, decorre há dezenas de dias (mais precisamente 131 dias).

Quanto à Lituânia, o relatório indica que estava previsto o leilão dos 700 MHz arrancar no primeiro trimestre, o que não se chegou a verificar, esperando-se ainda o leilão de frequências na faixa dos 3.4-4.2 GHz até ao fim do ano. Como noticiou o ECO em junho, o país tem sido impactado por interferências em frequências também usadas pela Rússia.

O 5G é a nova geração de rede móvel de comunicações, sendo considerado fundamental para a competitividade dos países. Em Portugal, Governo, Anacom e operadoras estão de acordo quanto ao potencial da tecnologia. Mas o processo de lançamento tem sido impactado por profundas divergências entre os três lados do triângulo, e ferido pela litigância.

Certo é que muitos dos países da UE que já têm 5G não concluíram necessariamente um leilão. No caso da Bélgica, o regulador nacional atribui licenças válidas até um eventual leilão, para não atrasar o lançamento da tecnologia. Noutros Estados-membros, as operadoras usaram tecnologias que permitem lançar ofertas de 5G sobre as frequências de 4G, nomeadamente o DSS (Dynamic Spectrum Sharing).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Observatório da Comissão Europeia põe Portugal e Lituânia na liga dos últimos do 5G

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião