Cuatrecasas assessora a CS Wind na aquisição de 60% da ASM Industries por 46,5 milhões

A operação envolveu uma equipa multidisciplinar da Cuatrecasas coordenada pelo sócio da área de Societário e M&A Francisco Santos Costa.

A Cuatrecasas, em parceria com a sociedade sul-coreana BKL (Bae, Kim & Lee LLC), assessorou juridicamente a CS Wind Corporation na aquisição de uma participação de 60% na empresa portuguesa ASM Industries avaliada em 46,5 milhões de euros. A conclusão desta operação está prevista para setembro.

A CS Wind é uma empresa global, fabricante de torres eólicas, com sede na Coreia do Sul, que pretende reforçar a presença no mercado europeu de torres eólicas. Já a ASM Industries é uma holding dedicada ao fabrico de equipamentos de aço para a indústria das renováveis e marinha, tais como torres eólicas, fundações offshore e estruturas marinhas, com unidades de fabrico localizadas em Portugal e sede em Aveiro.

A operação envolveu uma equipa multidisciplinar da Cuatrecasas coordenada pelo sócio da área de Societário e M&A Francisco Santos Costa e que incluiu o associado Francisco de Almeida Viegas, desta mesma área. Na área de Direito Europeu e da Concorrência a equipa integrou o sócio coordenador Pedro Marques Bom e o associado António Souto Moura e estiveram ainda envolvidos os associados José Diogo Marques, da área de Direito Público, Ana Isabel Ferreira e Carolina Salazar Leite, da área de Litígios e Arbitragem, e Liliana Almeida de Moura, da área de Laboral.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cuatrecasas assessora a CS Wind na aquisição de 60% da ASM Industries por 46,5 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião