Inscrições para estágios remunerados na Comissão Europeia estão abertas até 31 de agosto

A Comissão Europeia voltou a abrir candidaturas para os seus estágios remunerados. Procura licenciados de qualquer área.

Duas vezes por ano, com início em março e em outubro, a Comissão Europeia oferece estágios remunerados no domínio administrativo ou da tradução, destinados a jovens licenciados de qualquer área. As inscrições estão abertas até 31 de agosto.

“Os estágios oferecem uma familiarização com os procedimentos e as políticas das instituições europeias, a oportunidade de contribuir para o trabalho diário da Comissão e uma ocasião para os estagiários porem em prática os seus conhecimentos académicos”, lê-se numa nota publicada no site da Comissão Europeia.

O trabalho diário de um estagiário pode consistir em organizar reuniões, participar em grupos de trabalho e audições públicas, preparar documentos de trabalho, nomeadamente relatórios, responder a perguntas dos cidadãos e dar apoio à gestão de projetos.

Já na área da tradução, os estagiários ficam colocados numa unidade da Direção-Geral da Tradução e têm uma experiência prática do trabalho de um tradutor numa instituição europeia.

Os interessados em candidatar-se a estes estágios devem consultar este link, através do qual podem aceder a mais informação, tais como requisitos e formulário de inscrição.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Inscrições para estágios remunerados na Comissão Europeia estão abertas até 31 de agosto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião