Pharma e biotech valorizam com vacinas da Covid. Quem ganha mais?

Houve quem ganhou com a pandemia, como as farmacêuticas e da biotecnológicas que desenvolveram as vacinas e devolveram esperança no regresso à normalidade. Há ações que valorizam 20% e outras 1.000%.

Se há setor que sai em melhor situação após a pandemia é o farmacêutico e da biotecnologia, sobretudo se estivermos a falar das companhias que estiveram na “linha da frente” do combate ao vírus e estão hoje em dia a injetar nas populações em todo o mundo doses de esperança de que a crise está cada vez mais perto do fim.

Com a corrida mundial às vacinas a prometer lucros multimilionários ao setor, essa perspetiva está a ter reflexos no comportamento dos investidores e a traduzir-se em valorizações expressivas (em alguns casos) das farmacêuticas e biotecnológicas em bolsa desde março do ano passado, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a pandemia de Covid-19.

Mas neste período há ações que acumulam ganhos de 20% — abaixo dos ganhos de mais de 30% das bolsas mundiais — e há quem ganhe mais de 1.000%. Quem ganha mais?

Esta análise leva em conta as companhias que estão por detrás das quatro vacinas autorizadas na União Europeia. Ou seja, falamos não só de farmacêuticas, mas também de empresas de biotecnologia, a saber: Pfizer/BioNTech, AstraZeneca (com a Universidade de Oxford) Moderna e Jonhson & Jonhson.

Entre estas, a AstraZeneca (que desenvolveu a vacina Vaxzevria), Pfizer (Comirnaty) e Jonhson & Johnson (Janssen) são as que apresentam desempenhos mais modestos: os títulos acumulam valorizações de 18%, 21% e 23%, respetivamente, desde o dia 2 de março de 2020 até final de julho.

Já as duas biotecnológicas por detrás das vacinas são os verdadeiros campeões da pandemia. As ações da BioNTech (Comirnaty), que valiam 36,6 dólares no início de março de 2020, valem agora mais de 300 dólares, registando uma valorização mais de 700% neste período.

Por seu turno, a Moderna (Spikevax) disparou mais de 1.000%: passou dos 29,88 dólares por ação para 339,83 dólares.

Quais são os hotéis mais caros do país? Quem são as personalidades mais influentes no TikTok? E os gestores mais bem pagos da nossa bolsa? De segunda a sexta-feira, todos os dias há um ranking para ver aqui no ECO.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pharma e biotech valorizam com vacinas da Covid. Quem ganha mais?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião