Novo hospital privado vai nascer em Beja e criar 250 postos de trabalho

Unidade de saúde privada é o primeiro passo no plano de expansão do grupo Empírica. Tem abertura prevista para o final de 2023. À Pessoas, o líder do grupo adianta haver dois novos projetos na calha.

O grupo de Empírica vai investir 26 milhões de euros no futuro Hospital Privado do Alentejo, em Beja. O projeto, que tem abertura prevista para o final de 2023, vai impactar 120 mil pessoas na sua área de influência direta e criar 250 postos de trabalho. A unidade é a primeira do grupo Empírica, há dois projetos adicionais previstos, revela Francisco Miranda Duarte, à Pessoas.

“O projeto do hospital de Beja é o primeiro projeto do Grupo Empírica. Sendo uma nova forma de pensar a saúde e estando o setor numa transformação tecnológica e de preferências dos clientes que é tão relevante neste mundo pós-COVID, a Empírica tem um plano de expansão para outros mercados nacionais nos quais é possível servir mais e melhor as respetivas comunidades. Neste momento, há dois projetos adicionais em desenvolvimento e sobre um deles teremos notícias muito em breve“, adianta Francisco Miranda Duarte, CEO da Empírica, à Pessoas.

A unidade de saúde privada é o primeiro passo no plano de expansão do grupo Empírica, constituído, em 2018, por especialistas do setor da saúde, com formação tanto em gestão como na área clínica e experiência nos principais grupos de saúde portugueses.

“Uma vez que os nossos hospitais serão os primeiros concebidos numa era pós-COVID a serem implementados em Portugal, incorporam os aspetos essenciais de uma nova realidade assistencial e da procura de cuidados de saúde, incluindo a deslocação sempre que possível da prestação de cuidados para perto do doente”, diz Francisco Miranda Duarte, em comunicado. Doentes com patologias cardíacas, por exemplo, serão acompanhados 24h por dia, no conforto do seu lar, junto das suas famílias ou dos seus cuidadores, refere.

“Queremos igualmente assegurar a criação de um ambiente altamente tecnológico e digital, capaz de garantir a integração de toda a informação clínica, através da interoperabilidade entre todos os sistemas de informação departamentais, de forma a poder prestar uma medicina personalizada com um grande foco nos resultados clínicos e no valor criado em saúde. Os residentes em Beja e no Baixo Alentejo têm as mesmas necessidades dos de Lisboa ou do Porto e nós estaremos cá para os servir”, afirma o CEO da Empírica.

O Hospital Privado do Alentejo vai contar com um centro de diagnóstico avançado e com tecnologia de última geração para as áreas de intervenção minimamente invasivas, podendo dar resposta a doentes agudos e crónicos. O projeto prevê ainda uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) com 80 camas, informa a empresa.

A unidade de saúde privada “tem a ambição de ser um prestador privado de referência em áreas como a cardiologia e a oncologia” e conta com a Siemens Healthineers como “parceiro estratégico”. A parceria de 15 anos vai para além do fornecimento de soluções tecnológicas de ponta, explica a Empírica, com a Siemens Healthineers a “contribuir para a melhoria da experiência dos doentes e do staff“, através, por exemplo, da disponibilização à equipa de formação avançada e da partilha de melhores práticas com instituições de referência internacionais, nomeadamente através de fellowships que anualmente os profissionais do hospital poderão ter nessas instituições.

(notícia atualizada com declaração do CEO do grupo Empírica à Pessoas sobre novos projetos na calha)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Novo hospital privado vai nascer em Beja e criar 250 postos de trabalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião