“Relança-te” da Escola de Impacto abre candidaturas

A Escola de Impacto é um programa de empreendedorismo e inovação social que tem por objetivo promover a inclusão social através da empregabilidade.

Está aberta a fase de candidaturas para a terceira edição do programa “Relança-te”, da Escola de Impacto, dirigido a pessoas afetadas pela Covid-19 que se encontram em situação de desemprego ou emprego precário, e que têm mais de 25 anos. Fruto da parceria entre a Fundação Ageas e o Impacto Hub Lisbon, a Escola de Impacto é um programa de empreendedorismo e inovação social que tem por objetivo promover a inclusão social através da empregabilidade.

“Para construir um futuro melhor, que seja bom para as pessoas e para o planeta, precisamos de melhores negócios. Com o Relança-te queremos apoiar empreendedores a desafiarem o status quo e a criarem negócios que mantenham a sustentabilidade e a circularidade no centro do que fazem. Acreditamos que o empreendedorismo de impacto seja uma oportunidade única para uma reativação económica mais verde e inclusiva”, diz Francesco Rocca, diretor-geral do Impact Hub Lisbon, em comunicado.

O programa “Relança-te” procura ideias e negócios disruptivos, com responsabilidade social, ambiental e económica, assentes em modelos de negócio sustentáveis. É um programa de aceleração em formato totalmente online, com duração de sete meses e abrangência nacional.

Cada edição inicia com cerca de 60 participantes, que passam por três fases de seleção: bootcamp, aceleração e incubação, onde contam com formação e mentoria nas áreas de gestão, comunicação e marketing, fundraising e avaliação de impacto. Aos dez projetos finalistas, a Fundação Ageas oferece uma bolsa de 1.500 euros.

“Considerando o sucesso das edições anteriores e enquanto o seu modelo nos parecer pertinente, continuaremos a apoiar um projeto que visa dar ferramentas e competências de empreendedorismo a quem estiver em situação de desemprego ou de suspensão de rendimentos, mas que ao mesmo tempo acredite no seu potencial para criar um negócio próprio com foco no impacto”, afirma João Machado, presidente do conselho de administração da Fundação Ageas, citado em comunicado.

“A preparação de negócios para uma nova economia – economia de impacto – é também um dos objetivos deste programa que já provou que muda vidas e que tem um papel crucial para a constituição de novas comunidades de empreendedores”, continua o líder.

Nas suas duas edições, o “Relança-te” contou com mais de 250 candidaturas e cerca de 40 projetos de impacto acelerados. As candidaturas para a terceira edição desta Escola de Impacto decorrem online até ao 2 de novembro, com o bootcamp agendado para os dias 3, 6 e 10 de dezembro.

Mais informações aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Relança-te” da Escola de Impacto abre candidaturas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião