Portugal com segunda taxa de inflação mais baixa da UE em setembro

No nono mês do ano, taxa de inflação subiu para os 3,4% na Zona Euro e 3,6% na União Europeia. Em Portugal fixou-se em 1,3%, apenas atrás de Malta.

A inflação, medida através do índice de preços do consumidor, subiu para 3,4% na Zona Euro e para 3,6% na União Europeia (UE) em setembro. Dados publicados esta quarta-feira pelo Eurostat mostram subidas ligeiras face ao mês anterior e aumentos acentuados face ao ano passado. Entre os vários Estados-membros, Portugal destacou-se ao observar a segunda taxa mais baixa: 1,3%.

A taxa de inflação homóloga da Zona Euro foi de 3,4% em setembro, acima dos 3% observados em agosto e bastante acima dos -0,3% observados em setembro do ano passado. Já na UE, a inflação anual foi de 3,6% em setembro face aos 3,2% em agosto e aos 0,3% do ano passado.

Evolução da taxa de inflação nos vários Estados-membros.Eurostat

Numa análise aos vários Estados-membros, Portugal destaca-se entre as taxas mais baixas em território europeu. De acordo com os dados do Eurostat, a inflação portuguesa manteve-se nos 1,3% em setembro, tal como em agosto, o que mostra uma aceleração face aos -0,8% do ano passado.

As taxas anuais mais baixas do índice de preços do consumidor registaram-se em Malta (0,7%), Portugal (1,3%) e Grécia (1,9%), enquanto as taxas mais elevadas observam-se na Estónia e Lituânia (ambas 6,4%) e Polónia (5,6%). Comparando com o mês de agosto, “a inflação anual caiu num Estado-membro [Bélgica], permaneceu estável num país [Portugal] e aumentou em 25”, diz o Eurostat.

Em setembro, o maior contributo para a taxa de inflação anual da Zona Euro veio da energia (+1,63 pontos percentuais), seguida dos serviços (+0,72 pontos percentuais), bens industriais não energéticos (+0,57 pontos percentuais) e alimentos, álcool e tabaco (+0,44 pontos percentuais).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal com segunda taxa de inflação mais baixa da UE em setembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião