Teletrabalho volta a ser recomendado e será obrigatório entre 2 e 9 de janeiro

O Governo volta a recomendar a adoção do trabalho remoto, tal como existia até outubro. Porém, de 2 a 9 de janeiro o teletrabalho será mesmo obrigatório.

A adoção do teletrabalho vai passar a ser recomendada e, entre 2 e 9 de janeiro, será mesmo obrigatório, face ao agravamento da pandemia de coronavírus. A decisão foi tomada esta quinta-feira, pelo Governo, em reunião do Conselho de Ministros.

Sempre que possível o teletrabalho é recomendado de forma a evitar excesso de contactos que permitam agravar situação da pandemia“, anunciou o primeiro-ministro na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros.

Além disso, o Governo torna obrigatório o teletrabalho entre 2 e 9 de janeiro, a semana seguinte à do natal e passagem de ano. Esta será uma semana de “contenção” para assegurar que não há um aumento significativo de casos após a convivência da época festiva, de acordo com António Costa.

Face aos avanços na vacinação contra a Covid-19, o Governo decidiu levantar, no início de outubro, a recomendação de adoção do teletrabalho — que estava, então, em vigor desde 1 de agosto –, mas a atual escalada das infeções obrigou agora a um recuo nessa opção. Antes de 1 de agosto, o teletrabalho era obrigatório desde o confinamento do início do ano.

A recomendação do teletrabalho decidida esta quinta-feira aplica-se sempre que as funções profissionais sejam compatíveis e deve ser conjugada, quando possível, com a organização das equipas em espelho, de modo a evitar ajuntamentos e, assim, mitigar a propagação do vírus pandémico.

Em declarações aos jornalistas à saída de uma reunião com o primeiro-ministro, o socialista José Luís Carneiro já tinha defendido que o teletrabalho deveria passar a ser recomendado, em resposta à evolução da pandemia de coronavírus. Depois de ter dito que o teletrabalho é “um dos recursos que devemos ter à mão”. O secretário-geral adjunto do PS esclareceu que se deveria tratar de uma “recomendação, como já ocorreu em determinados períodos da pandemia”.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, no terceiro trimestre deste ano, um em cada dez trabalhadores portugueses ainda estavam em teletrabalho. Em causa estão cerca de 617,6 mil trabalhadores. Nos períodos de confinamento mais rígido, mais um milhão de pessoas chegaram a estar a trabalhar à distância.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Teletrabalho volta a ser recomendado e será obrigatório entre 2 e 9 de janeiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião