EDP Renováveis dispara 5% e segura PSI-20

A bolsa de Lisboa terminou a sessão desta quinta-feira na "linha de água" à boleia dos ganhos do grupo EDP. Quedas de mais de 2% da Jerónimo Martins, Galp Energia e BCP travam maiores ganhos.

A bolsa de Lisboa terminou a sessão desta quinta-feira na “linha de água”, seguindo os ganhos da generalidade das praças europeias. A puxar pelo desempenho do PSI-20 esteve o grupo EDP, contudo, as quedas de mais de 2% da Galp Energia, Jerónimo Martins e BCP impediram maiores ganhos.

Pela Europa, o Stoxx 600 avançou 0,5%, o alemão DAX somou 0,6%, o espanhol IBEX-35 subiu 0,4% e o francês CAC-40 subiu 0,4%. Em contrapartida, o britânico FTSE 100 recuou 0,1%. Por cá, Lisboa terminou a sessão acima da “linha de água”, com o PSI-20 a subir 0,06% para 5,663.940 pontos.

O grupo EDP foi a grande “estrela” desta sessão, impedindo que a bolsa de Lisboa terminasse a sessão no “vermelho”. A EDP Renováveis disparou 5,05% para 20,8 euros, depois de quinta-feira ter revelado que em 2021 produziu mais 6% de energia limpa, face ao período homólogo. Já a “casa-mãe” somou 2,75% para 4,639 euros.

Nota positiva ainda para a REN e para a NOS. Os títulos da empresa de energia somaram 1,19% para 2,55 euros, enquanto que as ações da empresa de telecomunicações avançaram 1,80% para 3,502 euros.

Em contrapartida, a condicionar ganhos mais expressivos estiveram alguns “pesos pesados” do PSI-20. As ações da Galp Energia cederam 2,56% para 9,5740 euros, apesar de o barril de Brent valorizar 0,63% para 89,11 dólares, e o WTI somar 0,79% para 87,65 dólares.

Ao mesmo tempo, os títulos da retalhista dona do Pingo doce caíram 2,93% para 21,23 euros, depois de na sessão anterior terem fechado em máximo histórico à boleia da notícia de que britânico Wellington Management Group passou a deter 2% da Jerónimo Martins. Já as ações do BCP recuaram 2,07% para 16,08 cêntimos por ação.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis dispara 5% e segura PSI-20

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião