Bolsa de Lisboa recua em linha com praças europeias

Lisboa recua em linha com as demais praças do Velho Continente. EDP Renováveis está a protagonizar as maiores perdas da sessão.

A bolsa de Lisboa arrancou a última sessão da semana abaixo da linha de água. Das cotadas do PSI-20, nove estão em “terreno negativo“, incluindo Sonae, BCP, EDP Renováveis e Galp Energia, que pesam, assim, sobre a praça nacional. No “verde”, os CTT estão em destaque.

O índice de referência na bolsa lisboeta, o PSI-20, está a cair 0,27% para 5,547,15 pontos. Nas demais praças do Velho Continente, o vermelho também domina. O pan-europeu STOXX 600 recua 0,27% para 469,04 pontos, o alemão Dax perde 0,8% para 15.400,77 euros e o espanhol Ibex recua 0,26% para 8.683,3 pontos.

Por cá, os CTT lideram os ganhos. Os títulos da empresa de correios sobem 2,17% para 4,23 euros, no dia em que foi revelado que está em cima da mesa a diluição da sua participação no Banco CTT a favor de um novo acionista minoritário.

Entre as cotadas que mais valorizam, estão ainda a Corticeira Amorim, cujas ações somam 1,58% para 10,3 euros, e a Altri, cujos títulos ganham 1,54% para 5,605 euros.

No “verde”, destaque ainda para a Jerónimo Martins, cujos títulos avançam 0,24% para 21,29 euros, e para a EDP, cujas ações sobem 0,02% para 4,48 euros.

Também na energia, mas do outro lado da linha de água, os títulos da EDP Renováveis recuam 1,4% para 18,37 euros, protagonizando as maiores perdas deste início da sessão. Isto no dia em que foi anunciado a conclusão da venda de parques eólicos em Portugal por 534 milhões.

Já as ações da Greenvolt caem 0,17% para 5,89 euros e as da Galp Energia perdem 0,15% para 10,075 euros, num dia em que, em Londres, o Brent valoriza quase 0,8%.

Em “terreno negativo” e a pressionar Lisboa, está também o BCP, cujos títulos recuam 0,59% para 0,152 euros, mantendo a tendência negativa registada na quinta-feira. De notar que o seu banco na Polónia anunciou que registou mais provisões por causa dos créditos em moeda estrangeira e que isso levará a prejuízos no quarto trimestre.

No retalho, as ações da Sonae descem 0,39% para 1,025 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa de Lisboa recua em linha com praças europeias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião