Banco CTT negoceia entrada de novo acionista com até 30%

  • ECO
  • 28 Janeiro 2022

CTT vão avançar com um processo competitivo com vista à entrada de um novo acionista no Banco CTT, cuja participação será, no máximo, de 30%.

Está em cima da mesa a entrada de um novo acionista no Banco CTT, que ficará com uma participação até 30%, avança esta sexta-feira o Jornal Económico (acesso pago).

A operação que está a ser desenhada passará por um aumento de capital a ser subscrito pelo novo acionista minoritário, o que significaria, adianta o jornal, que os CTT diluiriam a sua participação a favor desse novo investidor. Segundo o Jornal Económico, já foram entregues várias propostas não vinculativas, sendo um dos interessados a Una Seguros, empresa que é controlada por um grupo chinês.

Depois da publicação da notícia, os CTT divulgaram um comunicado através da CMVM onde confirmam ter recebido “manifestações de interesse com vista a uma potencial aquisição de uma participação qualificada minoritária no capital do Banco CTT”.

“As partes têm desenvolvido contactos a esse propósito, que estão ainda, todavia, numa fase preliminar. Os CTT manterão os reguladores e o mercado informados de qualquer desenvolvimento relevante, o que neste momento se afigura prematuro”, acrescenta o grupo.

De notar que, no início desta semana, foi anunciado o lançamento de um novo produto da Una Seguros e o Banco CTT: um seguro de capitalização a cinco anos com capital garantido e com uma remuneração no final do prazo de 3%, ou seja, 0,6% ao ano. O lançamento deu início à parceria entre UNA e Banco CTT.

À luz destas informações, os analistas do CaixaBank/BPI, numa nota research, disseram esta sexta-feira que a entrada de um novo acionista minoritário no capital do Banco CTT é “potencialmente positivo” para o grupo: “Por diversas vezes no passado, os CTT reiteraram que o crescimento do Banco CTT não vai ser financiado através de compromissos de capital dos CTT e que o objetivo era reduzir a exposição direta ao Banco CTT através da entrada de um novo parceiro na estrutura acionista do banco, mas acreditamos que as condições de mercado difíceis estavam a atrasar a operação.”

Os analistas avaliam ainda o Banco CTT em 150 milhões de euros: “Avaliamos o Banco CTT na nossa soma das partes dos CTT em 0,6x o book value ou a 150 milhões de euros (100%), representando 14% do nosso future value ou 0,7 euros/ação. Avaliá-lo a 1x o book value tangível iria aumentar o nosso future value em 7% (+0,5 euros/ação).”

(Notícia atualizada às 10h25 com avaliação dos analistas)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Banco CTT negoceia entrada de novo acionista com até 30%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião