Crédito ao consumo dispara 63% em fevereiro. Bancos emprestam 624 milhões

Soma dos empréstimos em crédito pessoal, crédito automóvel e cartões e descoberto atinge 624 milhões de euros em fevereiro, uma subida homóloga de 63% e mais 13% do que em janeiro.

Os bancos portugueses deram 624 milhões de euros em crédito ao consumo em fevereiro, ao abrigo 128.161 novos contratos, a soma dos empréstimos concedidos em crédito pessoal, crédito automóvel e cartões e descoberto, mostram os dados do Banco de Portugal (BdP).

Este montante representa uma subida de 16,2% face aos 537 milhões concedidos no primeiro mês do ano. No entanto, é um crescimento de quase 63% se comparado com os 383 milhões de euros em crédito ao consumo concedidos em fevereiro de 2021 ao abrigo de 88.744 contratos, calculou o ECO com base em dados divulgados pelo BdP no ano passado. Esse foi um mês marcado pelo confinamento.

Novos créditos em fevereiro

Em detalhe, os bancos portugueses deram 313 milhões de euros em crédito pessoal em fevereiro, um crescimento de 20,3% face a janeiro e de 70% em termos homólogos. O montante diz respeito a 45.406 contratos de crédito pessoal fechados pelas financeiras nesse período, mais 22,4% do que no primeiro mês de 2022.

Além disso, os bancos emprestaram 214 milhões de euros para a compra de automóvel, mais 14,9% em cadeia e uma subida de 60,9% face a fevereiro de 2021, num total de 14.844 contratos. A subida dá-se numa altura em que o setor enfrenta constrangimentos nas cadeias de abastecimento e preços mais altos das matérias-primas.

Quanto a cartões e descoberto, o número de novos contratos ascendeu a 67.911, mais 7,4% do que em janeiro, totalizando 97 milhões de euros, de acordo com o banco central governado por Mário Centeno. O montante é uma subida de 8,5% em relação a janeiro de 2022, mas um disparo de quase 47% em relação ao mesmo mês do ano passado.

(Notícia atualizada pela última vez às 12h19)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Crédito ao consumo dispara 63% em fevereiro. Bancos emprestam 624 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião