Advogados ganham dez milhões com falência do BES

  • ECO
  • 6 Maio 2022

Os advogados já ganharam 10,77 milhões de euros com o processo de falência do BES, em agosto de 2014. Despesa foi realizada com 25 advogados e escritórios, entre 2016 e 2021, de dez países.

Os advogados já ganharam 10,77 milhões de euros com o processo de falência do BES, em agosto de 2014, avança o Correio da Manhã (acesso pago). A comissão liquidatária do antigo banco da família Espírito Santo realizou esta despesa com um conjunto de 25 advogados e escritórios de advogados, entre 2016 e 2021, de dez países.

Espanha e Portugal, onde correm mais processos judiciais, têm o número mais elevado de profissionais a quem foram pagos encargos com a assessoria jurídica, adianta o mesmo jornal.

Além de Portugal e Espanha, surgem advogados e escritórios de advogados na Suíça (dois), Angola, Brasil, EUA, ilhas Caimão (nas Caraíbas), Luxemburgo, Reino Unido e Venezuela, todos estes sete países com um escritório.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Advogados ganham dez milhões com falência do BES

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião