Petróleo abaixo dos 100 dólares pela primeira vez em dois meses

Desde 25 de abril que o barril de Brent negoceia acima da fasquia dos 100 dólares. Mais de dois meses depois, com a Europa a caminho de uma recessão, preços aliviam fortemente.

Os preços do petróleo voltam às quedas acentuadas esta quarta-feira, com o barril de Brent a ceder mais 3% para voltar a negociar abaixo dos 100 dólares, algo que já não acontecia há mais de dois meses. Os receios de uma recessão na Europa continuam a pressionar as cotações da matéria-prima.

O Brent para entrega a 29 de julho cede 3,2% para 99,53 dólares, o valor mais baixo desde 25 de abril. Em Nova Iorque, o crude WTI recua 2,91% para 96,69 dólares por barril. Os dois contratos afundaram mais de 8% na véspera.

Brent abaixo dos 100 dólares

O Citigroup adiantou que o Brent poderá cair para os 65 dólares por barril até final do ano se a economia deslizar para uma recessão, um cenário que será ainda mais provável caso a Rússia corte a energia à Europa.

Por outro lado, a valorização do dólar está também a pressionar as cotações do petróleo. A nota verde está em máximos de 20 anos contra o euro e perto de atingir a paridade. Um dólar forte torna o petróleo mais caro para os países com outras moedas, o que tenderá a reduzir a procura.

Os analistas pesam ainda os novos confinamentos na China por causa da Covid-19 que poderão limitar a procura global e ainda a expectativa de que as plataformas norueguesas voltem à normalidade nos próximos dias, depois de uma greve, de acordo com a Equinor.

(Notícia atualizada às 16h10)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo abaixo dos 100 dólares pela primeira vez em dois meses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião