CMS com receitas globais de 1.746 mil milhões de euros

Em Portugal, 2021, foi o ano em que, João Pinheiro da Silva e Sara Blanco de Morais, integraram a sociedade como sócios, respetivamente de Imobiliário e Urbanismo.

A CMS, sociedade de advogados mundial, anunciou as suas receitas globais para o exercício financeiro Janeiro-Dezembro de 2021, de 1.746 mil milhões de Euros. Estes resultados refletem um crescimento de 18% a nível global. Já em Portugal, a Sociedade cresceu 9% face ao período homólogo.

Segundo comunicado do escritório, este período foi também o do lançamento da plataforma colaborativa Lupl, uma plataforma colaborativa de trabalho, com a CMS a ser um dos investidores fundadores desta plataforma, que foi lançada no âmbito de uma parceria de três grandes escritórios de advogados: CMS, Cooley e Rajah & Tann Asia, e que está disponível para download em iOS e Android.

No ano de 2021, assistiu-se a um número considerável de promoções globais de sócios dentro da CMS. Ao todo, a nível global, foram feitas 60 nomeações em 33 cidades da Europa, Médio Oriente, América Latina e África. Em Portugal, 2021, foi o ano em que, João Pinheiro da Silva e Sara Blanco de Morais, integraram a sociedade como sócios, respetivamente de Imobiliário e Urbanismo, e em que, João Leitão Figueiredo, que começou a sua carreira na CMS Portugal, ascendeu a Sócio de TMC/PI.

Este foi, também, o ano em que a CMS, para além de abrir escritório em Tel Aaviv, completou a integração da Kluge: uma Sociedade norueguesa, com escritórios em Bergen, Oslo e Stavanger, reforçando assim a sua presença numa região com múltiplas oportunidades nos setores das energias renováveis, TMC e M&A.

Para José Luís Arnaut, Managing Partner da CMS Portugal, 2021 “Foi um ano exigente em que nos tivemos que continuar a adaptar. Mas, na CMS, soubemos adaptar-nos à mudança com muita naturalidade. Foi um ano em que aprofundámos a nossa expansão internacional, nomeadamente na Noruega e em Israel. Foi, também, o ano em que, em Portugal, solidificámos a nossa área de prática de Imobiliário & Urbanismo com a incorporação do João Pinheiro da Silva e da Sara Blanco de Morais e que reforçamos organicamente a nossa estrutura societária com a promoção a Sócio do João Leitão Figueiredo, no setor de TMC. Trata-se do ano em que vemos alguns dos nossos investimentos chegar ao mercado, como é o caso do Lupl, que acaba de ficar totalmente operacional, e que já está a revolucionar a relação entre as sociedades e os Clientes. Em suma: um ano de adaptação e crescimento, que só foi possível devido ao empenho de todos os nossos Advogados e o apoio dos nossos Clientes.”

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CMS com receitas globais de 1.746 mil milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião