Emissões de gases com efeito estufa aumentaram em toda a União Europeia no arranque do ano

As emissões de GEE aumentaram em cerca de 6% em toda a União Europeia, ainda assim mantiveram-se abaixo dos níveis pré-pandemia. Portugal teve a sétima maior subida entre os 27 Estados-membros.

As emissões de gases com efeito estufa (GEE) no primeiro trimestre de 2022 aumentaram em cerca de 6% em todos os Estados-membros, quando comparado com o mesmo período de 2021. Ainda assim, continuam abaixo do período pré-pandemia. De acordo com os dados divulgados esta terça-feira pelo Eurostat, as maiores subidas registaram-se na Bulgária (+38%), em Malta (+21%) e na Irlanda (+20%), enquanto as descidas mais significativas localizaram-se nos Países Baixos (-9%) e Finlândia (-1%). Portugal surge em sétimo lugar, tendo registado uma subida de quase 15% nos primeiros três meses deste ano.

Os dados sugerem que os 27 Estados-membros estão a recuperar o nível de emissões quando comparado com o período da pandemia, altura em que os respetivos confinamentos obrigaram a uma paralisação da economia e, consequentemente, uma quebra nas emissões dos gases poluentes. No primeiro trimestre de 2022, as emissões de GEE do bloco europeu totalizaram 1.029 milhões de toneladas de equivalentes de CO2 (CO2-eq), um aumento de 7% e 6% em comparação com o mesmo trimestre de 2020 e 2021, respetivamente, mas ainda abaixo dos níveis registados no período pré-Covid níveis, no primeiro trimestre de 2019, quando a economia da UE emitiu 1.035 milhões de toneladas de CO2-eq.

O Eurostat indica que os setores que mais contribuíram para este aumento das emissões de GEE, registado no primeiro trimestre de 2022, foram as habitações (24%), a eletricidade, fornecimento de gás (21%) e manufatura (20%), seguidos por agricultura (12%) e transporte e armazenamento (10%).

No entanto a entidade ressalva, que as emissões destes gases aumentaram em todos os setores em comparação com o mesmo período de 2021, com exceção para as residências que permaneceram no mesmo nível (245 milhões de toneladas de CO2-eq.). Os maiores aumentos foram registados em transporte e armazenamento (+21%), mineração (+15%) e construção (+11%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Emissões de gases com efeito estufa aumentaram em toda a União Europeia no arranque do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião