Exclusivo Dois anos de Banco de Fomento, dez casos polémicospremium

O Banco de Fomento celebra dois anos, mas não há motivos para festas. Dez casos que marcaram a atividade de um banco de desenvolvimento que está à espera de uma nova administração.

O Banco Português de Fomento arrancoua 3 de novembro de 2020,mas para as três instituições que lhe deram origem, por fusão – Sociedade Portuguesa de Garantia Mútua, Instituição Financeira de Desenvolvimento e PME Investimentos– foi um dia como todos os outros. Não havia uma nova estrutura montada, nem uma nova administração para entrar em funções. Dois anos depois,o que aconteceu? “ Não estou contente com o desempenho do Banco de Fomento, temos de melhorar”, disse o ministro da Economia, António Costa Silva, há dias, no debate do Orçamento para 2023. O Banco de Fomento apresentou lucros, começam agora a a sair do papel alguns dos instrumentos há muito planeados, mas o rasto de casosfazem recordar que o que nasce torto… O ECO escolheu dez casos que marcaram os últimos dois anos.

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos