As escolhas de… Henrique Moser

Henrique Moser é sócio da Antas da Cunha ECIJA, desde 2017, e conta com experiência essencialmente nas áreas de direito comercial e imobiliário.

Na edição de abril da revista Advocatus, Henrique Moser, sócio da Antas da Cunha ECIJA desde 2017, com experiência essencialmente nas áreas de direito comercial e imobiliário, partilhou as suas escolhas.

Estas são as suas escolhas!

O livro favorito

Não tenho nenhum especial. O último que me marcou foi o “Sapiens, História Breve da Humanidade”, de Yuval N. Harari.

O filme que nunca perde…

“Era uma vez na América”, de Sergio Leone.

Uma série de sempre…

“Narcos” e “Breaking Bad”

A viagem de eleição…

Fernando Noronha e Trancoso, ambas no Brasil.

Uma memória…

Nos meus tempos de estagiário, tive que defender um cliente que tinha furtado um queijo bola no Pingo Doce. Acabei a pagar o prejuízo do meu bolso para sair do tribunal a correr para ir tratar de um assunto urgente do escritório. O Juiz disse que nunca tinha visto nada assim e o gatuno lá se safou.

Na secretária nunca falta(m)…

Os problemas dos clientes.

A primeira coisa que faz quando acorda…

Ler os jornais no Ipad.

O primeiro despertador toca às…

6h45, mas acho que nem chega a tocar.

Para começar bem o dia nada melhor do que…

Durante a semana, levar as minhas filhas à escola. Aos fins de semana, jogar ténis.

A primeira coisa que faz quando chega a casa…

Ver as notícias do dia e perguntar como correu o dia das minhas filhas e da minha mulher.

Os tempos livres são para…

Viajar e jogar ténis. Se o hotel não tiver court de ténis, nem sequer olho!

Um lema de vida…

“Dá o máximo de ti no mínimo que fazes”

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

As escolhas de… Henrique Moser

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião