• Entrevista por:
  • ADVOCATUS

As escolhas de… Rita Cruz

Rita Cruz é sócia da CCA, com experiência nas áreas de contencioso, arbitragem, reestruturação e seguros. Na edição de junho da Advocatus, a advogada partilhou as suas escolhas.

Na edição de junho da revista Advocatus, Rita Cruz, sócia da CCR, partilhou as suas escolhas. A advogada tem uma vasta experiência nas áreas de contencioso, arbitragem, reestruturação e seguros.

Estas são as suas escolhas!

O livro favorito

“Os Maias”, de Eça de Queiroz.

O filme que nunca perde…

“A vida é bela”.

Uma série de sempre…

“Breaking Bad”.

As viagens

Beira, em Moçambique, que fiz com toda a minha família, em ação de voluntariado. A fazer, Japão.

Na secretária nunca faltam…

Canetas e lápis (sim, ainda escrevo e corrijo em papel!).

Para começar bem o dia nada melhor do que…

Um bom jogo de padel.

Os tempos livres são para…

Fazer jardinagem e desporto.

A primeira coisa que faz quando acorda…

Pôr os pés no chão, em todos os sentidos.

Uma memória…

O último julgamento que fiz com o meu avô, ainda estagiária, num caso que curiosamente ainda está a correr, pois envolve direitos sobre marcas, com imensas testemunhas de renome. O meu avô estava a inquirir as testemunhas e eu, na minha ingenuidade, perguntei-lhe porque é que ia alegando pelo meio. Ao que me respondeu, na sua sabedoria: “eles (os juízes) vão ouvindo, filha, vão ouvindo…”.

  • ADVOCATUS

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

As escolhas de… Rita Cruz

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião